Cartaz HIV positivo surpreende pessoas na rua; veja vídeo

Campanha do 'Grupo de Incentivo à Vida' contra discriminação de soropositivos publica vídeo com reação de pessoas a cartazes com gotas de sangue contaminado

11/05/2015 14:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução Facebook
Uma gota de sangue e a mensagem: "Eu sou um cartaz HIV positivo" (foto: Reprodução Facebook)
A reação em São Paulo a um cartaz ocupou as redes sociais na semana passada. Branco, com os dizeres em vermelho e uma pequena gota de sangue, as pessoas eram confrontadas pelas seguintes palavras: “Eu sou um cartaz HIV positivo".



O vídeo é resultado de uma campanha da Organização Não-Governamental 'Grupo de Incentivo à Vida' (GIV), que luta contra a discriminação de quem é HIV positivo. No final de abril, a ONG publicou nas redes sociais o resultado do filme que já soma mais de 200 mil visualizações no Youtube.

“Sou exatamente como qualquer outro cartaz, com um detalhe: eu sou HIV positivo. É isso mesmo que você leu. Sou portador do vírus. Nesse momento você pode estar dando um passo pra trás e se perguntando se eu ofereço perigo”, diz o texto do cartaz.  Na verdade, não há risco de contágio, como explica o médico Artur Kalichman na gravação. O vírus não resiste ao entrar em contato com ar. O “medo” de chegar perto do cartaz seria o mesmo medo que algumas pessoas têm de soropositivos.

O objetivo da campanha, segundo o diretor da organização, Cláudio Pereira, é mostrar que quem tem o vírus não é um “bicho-papão” e tentar trabalhar a discriminação que ainda é recorrente. Pereira destaca que a tecnologia do tratamento avançou muito nos últimos anos, e que a possibilidade de contágio é “quase zero”, desde que haja tratamento adequado.

Reprodução Youtube
O encontro de uma mulher com a "dona" do sangue no cartaz HIV positivo (foto: Reprodução Youtube)


A filmagem mostra também a produção da campanha, em que nove voluntários doaram sangue HIV positivo para a produção de 300 cartazes.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA