Save The Children divulga quais são os melhores países para ser mãe

Cinco critérios foram avaliados em 179 países. Brasil aparece atrás de grande parte de nações latino-americanos e ocupa a 77ª posição

06/05/2015 09:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
16º relatório State of the World's Mothers - Reprodução Internet
Cinco critérios de 179 países foram avaliados para o relatório (foto: 16º relatório State of the World's Mothers - Reprodução Internet)
Divulgado nesta terça-feira (05/05) pela organização não-governamental Save The Children o 16º relatório State of the World's Mothers que mostra quais são os melhores e piores países para ser mãe. O Brasil aparece em 77º lugar atrás de países latino-americanos como Argentina (36º), Chile (48º), Uruguai (56º), Equador (61º), Venezuela (74º) e Colômbia (75º) e também de Cuba (40º). A Noruega ocupa o primeiro lugar da lista e a Somália a última posição (179º).

O ranking se baseia em cinco critérios: a saúde materna e infantil, incluindo a taxa de mortalidade abaixo dos cinco anos, o nível de educação, o bem-estar econômico e a participação das mulheres na política.

No caso do Brasil, o documento mostra que uma em cada 780 mulheres morreu durante a gravidez ou parto e registrou-se uma média de 13,7 mortes por cada mil nascimentos. Como comparação, o índice de mortalidade materna na Noruega é de uma morte a cada 14.900 e 2,8 mortes de crianças para cada mil nascimentos. Ainda de acordo com o relatório, 17 mil crianças morrem todos dos dias no mundo antes de completar 5 anos.

Excesso de cesariana está entre os motivos que impedem Brasil de atingir meta de redução da mortalidade materna

Quando o assunto é representação política, o Brasil despenca no ranking e ocupa a 151ª. A participação das brasileiras nos cargos políticos é de apenas 9,6%. Na Finlândia, é de 42,5%.

As dez primeiras posições são todas ocupadas por países europeus e os dez últimos lugares são de países africanos.

Os dez primeiros:
1º Noruega
2º Finlândia
3º Islândia
4º Dinamarca
5º Suécia
6º Holanda
7º Espanha
8º Alemanha
9º Austrália
10º Bélgica

36º Argente
40º Cuba
48º Chile
56º Uruguai
61º Equador
74º Venezuela
75º Colômbia
77º Brasil
79º Peru
88º Bolívia

Os últimos:
171º Guiné-Bissau
172º Chade
173º Costa do Marfim
174º Gâmbia
175º Níger
176º Mali
177º República Centro-Africana
178º República Democrática do Congo
179º Somália

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA