Doador de órgãos britânico mais jovem viveu apenas 100 minutos

Nos últimos 10 anos, 39 crianças menores de dois anos foram doadoras de órgãos no Reino Unido

por AFP - Agence France-Presse 24/04/2015 09:42

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Um bebê que viveu 100 minutos se tornou o doador de órgãos britânico mais jovem ao fornecer as válvulas de seu coração e seus rins, informaram nesta quinta-feira (23/04) as autoridades de saúde. Teddy Houlston e seu irmão gêmeo Noah nasceram em Cardiff, Gales, em 22 de abril de 2014, mas os pais, Jess Evans e Mike Houlston, já sabiam que o primeiro não sobreviveria porque sofria de anencefalia, uma doença incurável que fez com que nascesse sem partes do crânio e do cérebro.

Nesta quinta-feira, o Serviço Nacional de Saúde (NHS) revelou a história para encorajar a doação de órgãos. "Após o diagnóstico de Teddy tivemos um tempo para amadurecer a ideia, e decidimos como família que queríamos que a gravidez seguisse adiante e doar seus órgãos", disse a mãe, Jess, em um comunicado.

"Saber que uma parte de um ente querido vive em outra pessoa é reconfortante. A vida de Teddy tinha um papel importante", acrescentou a mulher de 28 anos. Seu pai, Mike, disse que o menino "viveu e morreu como um herói".

Nos últimos 10 anos, 39 crianças menores de dois anos foram doadoras de órgãos no Reino Unido. Os rins do bebê começam a funcionar na 37ª semana ainda na barriga da mãe.

Mais de 7.000 pessoas aguardam órgãos no Reino Unido, lembrou o NHS.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA