Temperos aceleram o metabolismo; veja como usá-los no dia a dia como aliados do emagrecimento

Aliados saudáveis para quem busca manter a silhueta em dia são sempre bem-vindos. Prefira os alimentos que provocam aumento da queima de gordura

por Lilian Monteiro 06/04/2015 09:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Mauro Marcelo Alves/Divulgação
A cúrcuma (pó amarelo originado do açafrão) têm essa característica de acelerar o metabolismo (foto: Mauro Marcelo Alves/Divulgação)
Seu corpo anda preguiçoso, sonolento e tudo que come parece demorar horas e horas para ser digerido? A culpa pode estar no seu cardápio. Para mudar, que tal acrescentar temperos que aceleram o metabolismo? A pimenta, a canela, o gengibre e a cúrcuma (pó amarelo originado do açafrão) têm essa característica, porque obrigam o organismo a gastar mais energia durante a digestão, aumentando a queima de gordura. Com o metabolismo mais acelerado, eleva-se a temperatura corporal, o que faz com que nosso organismo gaste mais energia e, consequentemente, mais calorias. “E aí a silhueta agradece, porque fica mais fácil secar as gordurinhas extras comendo alimentos temperados e saborosos, que, além de dar sabor, ajudam a queimar os excessos”, ensina Patrícia Araújo Duarte, nutricionista especialista em obesidade e emagrecimento. Mas ela avisa que o consumo deve ser feito preferencialmente durante o dia, quando o corpo está mais ativo, já que, em alguns alimentos, há grandes doses de cafeína e podem atrapalhar o sono se consumidos à noite.

Nunca é demais repetir, mas perda de peso exige alimentação saudável, equilibrada e balanceada, sem abrir mão dos exercícios físicos. No entanto, você pode contar com aliados gostosos, que fazem bem à saúde, como parceiros no dia a dia na guerra contra as indesejáveis gordurinhas. “Os alimentos termogênicos obrigam o organismo a gastar mais energia no momento de processá-los, aumentando o gasto calórico. Esse tipo de termogênese é relacionado com o gasto calórico do nosso organismo, para processar e armazenar o que comemos. Na média, diversos estudos apontam que cerca de 10% do total das calorias que ingerimos são gastas nesse processo de digestão, absorção e distribuição. Os termogênicos fazem nosso organismo gastar muito mais do que 10% das calorias ingeridas.”

Beto Magalhães/EM/D.A Press
Patrícia Araújo Duarte, nutricionista especialista em obesidade e emagrecimento, alerta que perda de peso exige alimentação saudável e exercícios físicos (foto: Beto Magalhães/EM/D.A Press)
Patrícia salienta que esse tipo de tempero é forte aliado para potencializar a perda de gordura, mas que o resultado só aparece se estiver presente diariamente na alimentação. “Não existem milagres quando o assunto é perder peso. Para que esses condimentos mostrem resultado, é necessário aliá-los à reeducação alimentar, com fracionamento das refeições e exercícios físicos frequentes.” Ela explica que não existe uma recomendação sobre a quantidade desse tipo de alimento a ser ingerida, sendo apenas indicações. “O consumo só deve ocorrer se o indivíduo não tiver nenhuma restrição médica. A ingestão diária tem de ser individualizada e, para isso, é preciso consultar seu nutricionista. No entanto, para funcionar como termogênico é preciso comer todos os dias.”

Mas é bom lembrar que os alimentos termogênicos têm restrições, segundo a nutricionista. “Indivíduos com hipertireoidismo não devem ingeri-los habitualmente, visto que o metabolismo já está muito elevado, o que aumenta o risco de perda de massa muscular. Crianças, gestantes, pessoas com cardiopatias, enxaqueca, hipertensão ou problemas gástricos, como úlcera, não devem abusar desses alimentos, já que eles podem levar ao aumento da insônia, pressão arterial, hipoglicemia, nervosismo e provocar taquicardia.”

ANTI-INFLAMATÓRIA

Já a nutricionista Patrícia Alves Lara, da clínica de nutrição Be Light Estar Bem, reforça o poder da canela e da pimenta, especiarias conhecidas pelas propriedades termogênicas, ou seja, com capacidade de gerar calor dentro das células, obrigando o corpo a queimar gordura para produzir água e resfriar essas células. “A novidade está na forma de ação de temperos anti-inflamatórios, que reduzem a gordura corporal, mas de forma diferente – inibindo a formação das células de gordura. A cúrcuma e o cominho foram apontados por sua ação anti-inflamatória em estudos recentes publicados, respectivamente, no The Journal of Nutrition, periódico científico da American Society of Nutrition (ASN), e no Journal of the Faculty of Veterinary Medicine, da Kafka University (Turquia). A ação anti-inflamatória reduz o percentual de gordura corporal, pois, num processo de obesidade, as células do corpo encontram-se inflamadas. É importante observar a forma como as culturas antigas usavam os temperos e ervas, para trazer esse conhecimento para nosso dia a dia e evitar o uso de temperos sintéticos, que contribuem para a inflamação celular, aumentando a incidência de obesidade.”

Divulgação
Pimenta-verde; pimenta-rosa, pimenta-branca e pimenta-preta (foto: Divulgação)


RECEITAS

  • Suco de limão com gengibre
1 fatia de gengibre fresco, 1 limão fatiado, 5 folhas de hortelã, 200ml de água de coco, gelo. Bata tudo no liquidificar e use durante o treino aeróbico, pois, além de refrescante, ajuda a acelerar o metabolismo.

  • Café da manhã pré-treino
Uma maçã com casca picada, uma colher de sobremesa de quinoa, uma colher de sobremesa de aveia, 100ml de iogurte natural desnatado, uma colher de chá de canela, quatro nozes picadas.

  • Frango com crosta de gergelim, macadâmias e cúrcuma
Um filé de frango, gergelim negro e branco, sal a gosto, macadâmias trituradas, uma pitada generosa de cúrcuma, azeite para dourar. Tempere o filé de frango com sal e cúrcuma. Em seguida, passe a mistura de macadâmia e gergelim em apenas um dos lados. Aqueça uma panela com azeite e grelhe o lado sem a farofa de macadâmia e gergelim. Leve em um forno pré-aquecido somente para dourar a frango.

TEMPEROS COMO ALIADOS DO EMAGRECIMENTO


  • Pimenta: é rica em capsaicina, substância que favorece o aumento da quebra de gorduras no tecido adiposo. Ela aumenta em até 20% a atividade metabólica se ingerida na quantidade de três gramas por dia.

  • Gengibre: apresenta uma substância chamada gingerol, com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Consumi-lo fresco e na quantidade diária recomendada, para obter resultados. Para a queima de gordura, recomenda-se de dois a quatro gramas ou três fatias.

  • Canela: além de ser termogênica, é digestiva e tem ação anti-inflamatória, ajudando a diminuir a inflamação do tecido de gordura. Reduz os níveis de açúcar no sangue.

  • Cúrcuma: auxilia na redução da gordura localizada, por diminuir a inflamação presente no tecido adiposo. É um potente antioxidante, já que neutraliza a ação de substâncias que oxidam e deterioram nossas células corporais. Diminuiu a liberação de hormônios pró-inflamatórios e reduz a histamina, que, além de alergênica, é um composto inflamatório. Uma alimentação não balanceada também é a causa de muitas doenças inflamatórias.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA