'Homens que amamos': campanha de marca de esmaltes é criticada nas redes sociais

Onda feminista que invadiu a web após campanhas polêmicas de grandes marcas não perdoou e a hashtag #homensrisque ganha o Trend Topics do Twitter com posts que vão da ironia à naturalização do machismo até a ridicularização

23/03/2015 15:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução Internet - www.risque.com.br
Clique na imagem para ampliá-la (foto: Reprodução Internet - www.risque.com.br)
As agências de publicidade erraram mais uma vez na tentativa de se comunicar com as mulheres brasileiras. Desde o lançamento da campanha ‘Homens que amamos’, da marca de esmaltes Risqué, não param de surgir nas redes sociais posts ironizando o ideal de homem romântico que a empresa tenta vender, mas que na verdade, expõe o quanto o machismo é naturalizado na sociedade brasileira. Machismo este que, em sua forma mais extrema, culmina com a morte de mulheres. Como ignorar que, na última década, os crimes de morte praticados contra mulheres aumentaram 230% no Brasil?

Leia também: Lei do feminicídio gera dúvidas entre os brasileiros

A onda feminista que invadiu a web após as campanhas de carnaval da Skol com o “Esqueci o não em casa” e que culminou com a demissão do diretor de marketing da Ambev; e também a do Ministério da Justiça com a mensagem “Bebeu demais e esqueceu o que fez? Seus amigos vão te lembrar por muito tempo”, novamente as mulheres não perdoaram e a hashtag #homensrisque está no Trend Topics do Twitter com 12.354 menções até o fechamento da reportagem. Os dados são da Topsy.

A Risqué ainda não se pronunciou sobre a repercussão da campanha.

Reprodução Internet - www.risque.com.br
Na linha de esmaltes 'Homens que amamos' tem João disse eu te amo, Guto fez o pedido!!, Zeca chamou para sair, Fê mandou mensagem, André fez o jantar, Leo mandou flores. (foto: Reprodução Internet - www.risque.com.br)

Veja os exemplos que mostram a crítica direta ao machismo que está por traz da campanha:

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA