Celulites, estrias, flacidez e varizes: veja opções de tratamentos disponíveis

Especialista afirma que problemas não são irreversíveis

por Estado de Minas 10/03/2015 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Lélis / EM / D.A Press
A celulite é um dos problemas que mais levam mulheres às clínicas de estética (foto: Lélis / EM / D.A Press)

O verão está chegando ao fim e, apesar das horas passadas nas academias, muitas pessoas não conseguiram alcançar o tão sonhado corpo perfeito, por conta de que nem tudo pode ser resolvido malhando. Celulite, flacidez e estrias são problemas que precisam de tratamentos estéticos. De acordo com a fisioterapeuta da Clin Escultural Dayanne de Carvalho Santos, a celulite, por exemplo, é um dos problemas que mais levam mulheres às clínicas de estética. Contudo, ela argumenta que não é um problema irreversível e que é possível se livrar dele. “Os famosos furinhos fazem parte do tecido gorduroso e podem muito bem ser queimados com procedimentos e boa alimentação”, comenta. Para a especialista, a flacidez é o que se chama de pele mole. No entanto, o paciente precisa aliar os tratamentos à atividade física, unindo musculação e aeróbico para enrijecer o músculo. Nesse sentido, ela dá dicas de como acabar com esses males indesejáveis:

  • Powershape
Associa o ultrassom cavitacional, LED, sistema pneumático de endermologia e radiofrequência (RF) multipolar com vácuo. As indicações clínicas são para redução de medidas, celulite e tratamento de flacidez com estímulo de colágeno em qualquer parte do corpo. É indicado uma vez por semana e a sessão dura em torno de 30 minutos por área aplicada.

  • Heccus
É um gerador de ultrassom (US) e correntes. As indicações clínicas são para tratar gordura localizada, celulites, tratamento pós-lipoaspiração e drenagem linfática, além de tratar a flacidez com fortalecimento muscular por meio da corrente aussie. Indicado até duas vezes por semana, com duração de 30 minutos por área de aplicação.

  • Carboxiterapia
Tratamento em que ocorre a infusão de gás carbônico na pele por meio de uma microsseringa. É indicado para tratar gordura localizada, estrias, celulite e flacidez. Além disso, serve, também, para amenizar olheiras e estimular o crescimento do pelo quando aplicado no couro cabeludo. O indicado é realizar o procedimento até duas vezes por semana, dependendo do objetivo de cada um. A duração da sessão é de 30 minutos.

  • Drenagem linfática manual
É uma técnica de massagem que estimula o sistema linfático. Entre os benefícios, está a redução do inchaço devido à retenção de líquidos, além de combater a celulite. Pode ser realizada até três vezes por semana e as sessões duram aproximadamente 50 minutos.

  • Criolipólise
Conhecido como “a nova lipo”, é um tratamento não cirúrgico e serve para acabar com a gordura localizada. A gordura é congelada a temperaturas negativas com o objetivo de ser destruída e é eliminada pelo organismo ao longo de quatro semanas. A sessão dura em média 60 minutos por região corporal e deve se esperar entre 45 e 60 dias para uma nova aplicação na mesma área. Seus resultados podem ser observados a curto prazo, ou seja, após um mês, se comparado com os demais.

COMO EVITAR AS VARIZES

As varizes, mais decorrentes nos membros inferiores femininos, são definidas como veias dilatadas, tortuosas e que têm limitada sua função de retorno do sangue ao coração. As varizes dos pernas são veias preexistentes que se dilataram influenciadas por alguns fatores. A característica genética é o principal elemento predisponente. De acordo com o diretor de publicações científicas da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), Bruno Naves, é preciso ter cuidados especiais para cuidar dessa enfermidade. “Além da tendência familiar, as flutuações hormonais, que ocorrem durante períodos como a primeira menstruação, as oscilações mensais, as gestações e a menopausa, são fatores muito importantes no desenvolvimento das varizes. Quem sabe de suas características genéticas deve cultivar hábitos saudáveis para prevenir”, recomenda. Apesar de não terem cura, as varizes podem ser tratadas. Medicamentos, prescritos pelo angiologista/cirurgião vascular, podem gerar um alívio na sensação de peso e cansaço, cãibras, inchaço e edema causados pela doença. O especialista sugere algumas dicas para diminuir a ocorrência de varizes:

» Não fique longos períodos sentado ou de pé na mesma posição
» Mantenha o peso corporal equilibrado
» Pratique atividade física regular que trabalhe principalmente a musculatura da panturrilha, conhecida como “coração das pernas”
» Eleve as pernas sempre que possível
» Use meias elásticas, prescritas e recomendadas por um cirurgião vascular, em períodos significativos como a gravidez

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA