Comer amendoim evita problemas cardíacos

Consumo reduz a mortalidade geral em até 21%

por Correio Braziliense 05/03/2015 14:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paulo de Araújo/CB/D.A Press
Oleaginosa reduz entre 23% e 38% as chances de complicações cardiovasculares (foto: Paulo de Araújo/CB/D.A Press)
Para proteger o coração, coma amendoim. Mesmo em pequenas quantidades. A recomendação é de cientistas da Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos. Ao analisar mais de 200 mil pessoas, eles chegaram à conclusão de que a oleaginosa reduz entre 23% e 38% as chances de complicações cardiovasculares e diminui a mortalidade geral de 17% a 21%. Os resultados foram divulgados na versão on-line da Jama, revista da Associação médica dos Estados Unidos.

Leia também: Ciência e cultura explicam alimentos afrodisíacos

Dos participantes, 71.764 eram homens e mulheres, negros e brancos, moradores do sudeste dos Estados Unidos. Os 134.265 restantes eram chineses, de ambos os sexos, moradores de Xangai. A maioria dos participantes fazia parte de classes socioeconômicas classificadas pelos pesquisadores como modestas. Em ambos os grupos, os homens comiam mais a oleaginosa do que as mulheres.

“Em nosso estudo, constatamos que o consumo de amendoim coincidiu com a redução da mortalidade geral, especialmente aquela causada por doenças cardiovasculares em populações negras e brancas norte-americanas, assim como entre chineses de ambos os sexos em Xangai”, afirmou Hung Luu, epidemiólogo da Faculdade de Medicina da universidade norte-americana e principal autor da pesquisa.

Segundo Hung Luu, a queda na mortalidade independe de fatores como condições metabólicas, tabagismo, alcoolismo e índice de massa corporal (IMC). “Observamos associações significativas entre o baixo consumo de amendoim e o risco de morte por câncer e diabetes mellitus. Não podemos, no entanto, fazer inferências etiológicas a partir desses dados observacionais”, pondera. O cientista também ressalta que, pelo fato de não ser um produto caro, o amendoim pode ser uma alternativa acessível e econômica para a prevenção de doenças cardiovasculares.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA