Malhar em casa traz resultados positivos, garantem especialistas

Muitas pessoas que não gostam de academia, estão com orçamento apertado e pouco tempo decidem treinar em casa seguindo a intuição ou aulas na internet. Especialistas destacam que é preciso passar por avaliação rigorosa

por Lilian Monteiro 08/02/2015 08:16

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Virgínia Gonzanga/Esp.EM/D.A Press
A engenheira Natália Cirilo faz atividades em casa principalmente pela comodidade de poder se exercitar a qualquer hora (foto: Virgínia Gonzanga/Esp.EM/D.A Press)

Não há desculpa para deixar o corpo parado. Seja qual for a estação do ano, malhar é sinônimo de saúde e corpo em dia. Combinação perfeita para uma vida saudável com altas doses de felicidade. Mas não é de graça, requer sacrifício, comprometimento e disciplina. Não precisa, como pensa a grande maioria, de dinheiro e professor. Acima de tudo, basta vontade. Tem uma galera que não gosta do clima da academia, não pode gastar com personal trainer, lida com pouco tempo disponível no dia a dia, a grana está curta e, mesmo assim, decidiu incluir a malhação na rotina. E como faz? Em casa, no quarto, na sala, no quintal, na área de lazer do prédio, na varanda, na academia do condomínio, enfim, onde for possível e tiver espaço mínimo para pôr o corpo em movimento.

Especialistas e malhadores garantem que é possível ter resultado, mas todos alertam que, antes de começar um treinamento sozinho, é imprescindível passar por uma avaliação rigorosa com um médico do esporte e com um profissional de educação física. Depois, é só entrar no seu ritmo para queimar calorias, definir músculos, perder gordura, ganhar energia... E se for marinheiro de primeira viagem, saiba que há vídeos e blogs que montam aulas bem interessantes. A ressalva é: fique longe dos amadores e siga as orientações de quem tem formação na área. Questão de segurança.

Formado em educação física, o personal trainer Rafael Perez Ribeiro, de São Paulo, conta que há três montou um blog de exercício e disponibilizou as aulas no canal YouTube. Nele, orienta alunos e, em casa, é supertranquilo de seguir. “Indico treinos que visam ao emagrecimento, ganho de massa muscular e condicionamento físico. São exercícios funcionais, que utilizam em sua maioria apenas o peso do corpo.” Ele ressalta que, mesmo só usando o peso do corpo, “é importante ter materiais básicos que permitem executar um maior número de variações e intensidade do treino. Colchonete, caneleiras, pesos de mão, barra com anilhas de 5kg a 10kg, elásticos e corda para pular fazem a diferença”.

Rafael explica que grava e edita os vídeos com uma câmera (em Full HD), microfone de lapela e tripé. Ele escolhe como cenário academias ou espaços ao ar livre, como o Parque do Ibirapuera, em São Paulo, um plus para incentivar quem está do outro lado da tela. O personal garante que todos podem seguir suas aulas. “Quem está em casa assistindo precisa apenas de motivação, já que os vídeos são gratuitos e estão organizados em playlists de nível iniciante e avançado. Divido os treinamentos por grupos musculares: treino de membros inferiores, superiores, exercícios abdominais e aeróbio.” Pelo visto, o professor tem feito sucesso, já que tem 105 mil fãs no Facebook e 256 mil inscritos no YouTube. “Tenho 50 milhões de visualizações. Os 10 vídeos mais acessados têm entre um e seis milhões de visualizações. O internauta pode contar com 89 vídeos em meu canal com os mais variados tipos de treinamento. São aulas para quem quer emagrecer e tonificar a musculatura.”

De acordo com Rafael, exercícios e treinamentos em casa dão resultados significativos, inclusive semelhantes aos de frequentadores de academia. Tudo depende da dedicação. Ele lembra que está tão em alta malhar em casa que até aqueles que não vivem sem academia ou acompanhamento de um personal, muitas vezes, “buscam na internet exercícios diferenciados para complementar o treinamento habitual”. Para encontrar os treinos de Rafael basta acessar ‘exercícios em casa’ no link http://www.youtube.com/rprsp”. Aliás, o personal reforça a importância da prática de atividade física e o impacto positivo que gera na vida de todos. “Se a pessoa se propõe a seguir um bom programa de exercícios, sejam eles feitos em casa ou em qualquer outro ambiente, garanto que o resultado é saúde.” Então, deixe a preguiça de lado, afaste o sofá, escolha a trilha sonora e vamos malhar!

A engenheira Natália Cirilo, de 28 anos, também aderiu à moda de exercícios em casa orientados por vídeos na internet, mas afirma que é necessário que as pessoas já tenham o conhecimento básico sobre a maneira de praticar as atividades. “Faço as atividades em casa, principalmente pela comodidade. Compro alguns equipamentos, que não são tão caros, e desenvolvo aquilo que acredito que precisa ser adequado. Sigo pelo Facebook várias musas fitness, como Solange Frazão, que dão dicas de movimentos que apresentam determinados resultados. É excelente. Fiz muitos anos de academia, mas a facilidade de horários me faz exercitar em casa. No YouTube, por exemplo, encontro aulas de jump completas, que trazem o mesmo efeito que dentro de uma academia”, completa. (Colaborou Virgínia Gonzaga)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA