Pré-diabetes é um alerta para que o indivíduo mude estilo de vida drasticamente; fique atento aos sintomas

Detectado por exames banais, pré-diabetes precisa ser levado a sério

por Gláucia Chaves 22/01/2015 14:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Os efeitos dos níveis elevados de glicose no sangue, a diabetes tipo 2, já são relativamente conhecidos. Pouco se sabe, contudo, sobre a pré-diabetes, condição que antecede a doença. De acordo com a endocrinologista Monalisa Azevedo, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem), a situação ocorre quando a glicose está um pouco acima do normal, mas ainda não é alta o suficiente para caracterizar a patologia. “Com o passar do tempo, a tendência é que o quadro evolua”, completa Monalisa.

Assintomática e silenciosa, a quase doença, muitas vezes, passa despercebida. Nem sempre o diagnóstico de pré-diabetes significa uma sentença. Ela pode (e deve) ser controlada. Alimentação saudável e balanceada e exercícios físicos são as principais formas de evitar que o mal se instale. Os fatores de risco estão associados a genética e estilo de vida. Uma vez instalada a doença, é comum surgirem comorbidades, como complicações cardiovasculares e AVC.

Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA