Profissionais dão dicas de como escolher o secador e como usá-los

A escova pode ser uma aliada no processo de secagem e modelagem

por Revista do CB 18/12/2014 14:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Zuleika de Souza/CB/D.A Press
Temperatura dos secadores não deve ultrapassar os 90°C (foto: Zuleika de Souza/CB/D.A Press)
São tantos modelos e preços, que se torna uma tarefa difícil escolher o secador ideal. Eles secam, modelam e ajudam a domar os fios mais rebeldes. Para decidir qual é o melhor e o mais indicado, é importante ter cuidado com alguns pontos principais, como temperatura e potência. O tamanho nem sempre tem relação com a qualidade do produto. O que se deve levar em consideração na hora da compra é a potência (número de voltagem). O secador ideal deve ser leve, compacto e com temperatura alta, que faz com que a secagem seja mais rápida e dê mais brilho aos fios.

Quanto ao tamanho, não há mistério. Quem viaja com frequência deve optar por modelos portáteis, pois são mais leves e menores. Existem ainda os dobráveis. A única desvantagem é que esse modelo, geralmente, é menos potente.

Usar secador oferece alguns benefícios. “Ele tira o frizz e, além de dar volume aos fios finos, proporciona mais brilho. Se tiver um cabelo cacheado, é indicado usar o difusor, que define os cachos e equilibra o volume”, explica a hairstyle Carolina Cezar.

De acordo com Carolina, há um modo certo de passar o secador nos fios. Deve-se apontar o bico de cima para baixo, a 10cm de distância e em temperatura máxima. Para dar volume, o ideal é jogar o cabelo todo para frente e jogar o vento do secador aleatoriamente. “Para obter cabelos controlados, secamos o cabelo de cima para baixo, passando os dedos entre os fios até ir ajeitando”, ensina. A escova ainda pode ser uma aliada no processo de secagem e modelagem. “A escova é 50% da secagem. Para modelar os fios, ela é indispensável. As de madeiras com cerdas de plástico são mais indicadas para alisar o cabelo. E as de metal são ideais para modelar as pontas”, explica Carolina Cezar.

Quem não abre mão do secador, porém, deve tomar alguns cuidados. “É preciso fazer cauterização e hidratação uma vez por mês para repor a água, as proteínas e as vitaminas. Se for um cabelo com muita química, pelo menos uma vez a cada dois meses, é necessário repor a queratina”, explica a hairstyle Gisele Machado. O melhor é usar um protetor térmico (no comprimento e nas pontas) e manter o secador a uma certa distância. Se for usada uma temperatura não muito quente, pode ser passado todos os dias.

Para a tricologista Letícia Bertazzi, a temperatura dos secadores não deve ultrapassar os 90°C. “No caso de secador, a temperatura fica entre 60°C e 90°C. Quando for chapinha, não deve ser maior que 120°C.” A médica ainda afirma que o ideal é usar, no máximo, cinco vezes por semana. Para a tricologista, o uso constante pode agravar os casos de dermatite seborreica — uma inflamação na pele que causa, principalmente, escamação e vermelhidão em algumas áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, couro cabeludo e colo. É importante ressaltar que não se trata de uma irritação contagiosa.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA