Dor estomacal, azia e náuseas podem ser sintomas da ação de bactéria presente em 70% da população brasileira

Se não tratada, doença causada pela H.pylori causa gastrite, úlcera e até câncer

por Flávia Duarte 15/12/2014 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Uma campanha inédita da Federação Brasileira de Gastroenterologia, em parceria com um grande laboratório, tem alertado para um problema silencioso, mas muito mais comum do que se imagina. A Campanha Informativa sobre o H.pylori tem o objetivo de conscientizar a população de que aqueles desconfortos estomacais, que parecem apenas resultado de uma comida que não caiu bem, podem ser, na verdade, a ação de uma bactéria que está presente no estômago de 70% da população brasileira: a H.pylori.

O bacilo que age na mucosa gástrica não apresenta sintomas em 20% a 30% dos casos, mas nos demais hospedeiros pode provocar dores, úlceras, gastrite e até evoluir para um câncer. “No Brasil, somos contaminados desde muito cedo pela bactéria. Ela está associada à falta de infraestrutura e de higiene”, alerta José Roberto de Almeida, presidente da Federação Brasileira de Gastroenterologia. A orientação é de que na presença de mal-estar péptico constante, se procure um especialista para identificar se o problema é causado ou não por essa bactéria.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA