Você sabe o que é amnésia glútea?

Enfraquecimento da musculatura dos glúteos atinge homens e mulheres de diferentes faixas etárias, sedentários ou não, e pode ocasionar uma série de problemas, entre eles, a hérnia de disco. Faça o teste e veja se você tem o problema

por Valéria Mendes 17/11/2014 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Breno Fortes/CB/D.A Press
Pilates, musculação e Crossfit estão entre as modalidades que previnem a amnésia glútea (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
Neste ano vimos feito inédito de o Brasil ocupar o primeiro lugar em cirurgias plásticas no mundo. Ficamos sabendo também da morte da mulher de Goiânia, de 39 anos, que se submeteu a um arriscado procedimento para aumentar o volume do bumbum. Mas ainda em 2014, recebemos a notícia de que a prática regular de uma atividade física entre os brasileiros aumentou 12,6% nos últimos cinco anos. A decisão de se exercitar ou não tangencia valores como saúde, bem-estar, autoestima, aparência, vaidade, prazer, sociabilidade e até recomendação médica. Se os objetivos ou o foco variam, a lista de benefícios alcança todos aqueles que não são sedentários. Por aqui, apenas 33,8% da população.

Cunhada pelo médico canadense Stuart McGill, a expressão amnésia glútea faz alusão à necessidade de usar toda a potencialidade do corpo para que nada fique esquecido ou sobrecarregado. O termo - que significa o enfraquecimento dos glúteos - cai como uma luva aos interesses dos brasileiros e brasileiras: se o bumbum é a preferência nacional, a musculação é a modalidade que mais ganhou adeptos no país segundo o Ministério da Saúde (MS): cresceu 50% entre 2006 e 2013. No entanto, não é de conhecimento de todos a razão de os glúteos serem tão importantes para o sistema músculo esquelético do corpo humano.

Fisioterapeuta da Clínica FortaleSer ITC Vertebral, em Belo Horizonte, Felipe Moraes afirma que a musculatura glútea, junto com a abdominal, é a principal responsável pela sustentação do corpo. “São músculos estabilizadores que, se esquecidos, geram patologias como dores nas costas, dores no quadril, dor irradiada para as pernas, na virilha e dor anterior nos joelhos”, alerta. Segundo ele, o enfraquecimento desses músculos podem, inclusive, ocasionar hérnia de disco, problema mais comum de coluna que atinge mais de cinco milhões de pessoas no país.
Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Hábitos posturais errados e sedentarismo são as principais causas de amnésia glútea (foto: Gustavo Moreno/CB/D.A Press)

O sedentarismo associado às más práticas posturais são as principais causas da amnésia glútea, mas também as lesões de sobrecarga pelo excesso de uso. A Organização Mundial de Saúde classifica como não sedentário aquele que faz alguma atividade física de três a cinco vezes por semana por pelo menos 30 minutos. E atenção: se você está há mais de um mês sem se exercitar, já é considerado sendentário pela OMS.

As atividades mais recomendadas para solucionar a amnésia glútea são a musculação, o pilates e o treinamento funcional que trabalha força, resistência e múltiplos grupos musculares. Como exemplo, o CrossFit. A caminhada, que permanece como o exercício mais frequente entre os brasileiros de acordo com o MS, e a corrida, que vem ganhando cada vez mais adeptos, não servem para trabalhar essa musculatura por priorizarem o aeróbico.

Felipe Moraes chama atenção para o fato de o modelo mais comum de academia de musculação no Brasil não contar com a proximidade entre educador físico e aluno. Geralmente, o número de profissionais no salão é insuficiente para o acompanhamento da execução do exercício. Se por um lado, facilita o acesso por ser uma modalidade que figura entre as mais baratas, por outro, é melhor aproveitada por aqueles que têm grande consciência corporal e conseguem um bom desempenho mesmo sem uma orientação sistemática.

Fato curioso é que a amnésia glútea atinge também aqueles que são fisicamente ativos seja, no caso dos homens, por não priorizarem exercícios para os glúteos, seja por execução errada do movimento ou até pelo aumento indiscriminado da carga. “Os exercícios para os glúteos são mais difíceis porque exigem um controle do corpo um pouco maior”, observa o fisioterapeuta.

O especialista explica que, com atividade física frequente, a pessoa com amnésia glútea começa a ter resposta para reverter o quadro em um período que varia entre 6 e 8 semanas. Ele lembra que o sistema músculo esquelético é ‘ingrato’ e que as conquistas que vêm com a prática de exercícios se perdem muito rápido. Ou seja, não fique mais de um mês parado.

Como identificar
Felipe Moraes explica que os principais músculos dos glúteos são o máximo, que nos permite ficar em pé e o médio, responsável pelo equilíbrio da pelve. Só de olhar, não é possível dizer se uma pessoa tem ou não amnésia glútea, mas alguns testes são realizados por especialistas para identificar o problema. “O agachamento, por exemplo, mostra se a pessoa, ao fazer o movimento, compensa a fraqueza dos músculos dos glúteos com o desalinhamento dos joelhos ou da pelve”, explica.

O fisioterapeuta chama atenção também para o dia a dia com dicas posturais. “A pessoa precisa se sentar em cima dos ossinhos do bumbum, chamados ísquios. Ou seja, 90º de flexão de quadril, 90º de flexão de joelhos e com os pés sempre apoiados. Se você se senta apoiado na lombar, está inibindo todo o trabalho da musculatura pélvica que contempla os glúteos”, explica.
Reprodução Internet: www.longevityforyou.com
Postura errada x postura certa (foto: Reprodução Internet: www.longevityforyou.com)


FAÇA O TESTE:
Conheça os quatro principais testes para diagnosticar a amnésia glútea. Você mesmo pode avaliar a sua condição física. Thaismara Gomes, de 24 anos, é adepta do pilates e da musculação, e se submeteu aos exercícios propostos por Felipe Moraes. Ela teve dificuldade na execução do agachamento e recebeu nota 8 do fisioterapeuta.  Siga as orientações abaixo:

EXERCÍCIO 1:

Deitado(a) de bruços, tente levantar uma das pernas. Você não pode compensar o esforço nem girando o quadril e nem empinando o bumbum. Se não conseguir, é sinal de enfraquecimento da musculatura dos glúteos. Caso você não consiga sequer tirar a perna da superfície, pode ser indício de que o sedentarismo já esteja fazendo mal para o seu corpo.

Esse exercício fortalece o músculo glúteo máximo e pode ser feito em casa. Se você é um iniciante e quer começar a trabalhar essa musculatura, comece com três séries sustentando a perna levantada entre 15 e 30 segundos. Como forma de evolução da atividade física, use uma caneleira para fazer o exercício.

Jair Amaral/EM/D.A Press Jair Amaral/EM/D.A Press


EXERCÍCIO 2:

Esse exercício fortalece o glúteo médio. Deitado(a) de lado, gire a perna para cima sem deixar a pelve cair para trás. Caso não consiga, também é um sinal de enfraquecimento da musculatura dos glúteos.

A atividade também pode ser feita em casa e a sugestão para iniciantes são três séries de 15 repetições para cada um dos lados. Está fácil para você? Coloque uma resistência, mas lembre-se de não compensar o esforço com o giro do quadril

Jair Amaral/EM/D.A Press Jair Amaral/EM/D.A Press


EXERCÍCIO 3:

Deitado(a) de barriga para cima, com as pernas dobradas e os pés alinhados com o quadril, tente, primeiro retirar a pelve da superfície plana. Em seguida, esticar uma das pernas. Idosos têm mais dificuldade com esse exercício e podem não conseguir sequer retirar o quadril da superfície plana o que indica o enfraquecimento muscular da região. Se você for jovem, fique atento aos sinais de enfraquecimento dos glúteos: ao esticar a perna, deixar a pelve cair.

Caso queira se exercitar em casa, sustente a pelve e uma das pernas elevadas entre 15 e 30 segundos, três vezes de cada lado. Dê um intervalo entre de 20 segundos entre as séries. Para evoluir no exercício, use uma caneleira, mas, lembre-se: não deixe a pelve cair.

Jair Amaral/EM/D.A Press Jair Amaral/EM/D.A Press


EXERCÍCIO 4:

Com as pernas abertas na altura do quadril, movimente-se como se você fosse se sentar em uma cadeira sem jogar os joelhos para frente (eles não podem ultrapassar a frente dos pés). Se os seus joelhos se voltarem para dentro significa uma tentativa do corpo em compensar o esforço. Ou seja, enfraquecimento dos glúteos.

Esse exercício também pode ser feito em casa. A sugestão para iniciantes são três séries de 15 repetições. A forma mais segura de aumentar a resistência é com o uso de halteres.

Jair Amaral/EM/D.A Press Jair Amaral/EM/D.A Press


RESULTADO:

O principal sintoma do enfraquecimento da musculatura dos glúteos é o corpo tentar compensar o esforço do exercício. Se em apenas um dos quatro exercícios propostos aconteceu de você fazer essa compensação, pode ser apenas uma dificuldade na execução da atividade. Agora, se em mais de um você compensou, é um sinal de que deve começar a exercitar essa musculatura.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA