Seis dicas para evitar a unha encravada

Alguns casos são tão sérios que necessitam até de procedimento cirúrgico

por Estado de Minas 17/10/2014 11:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Thiago Ventura/EM/D.A Press
Clique aqui e veja galeria de imagens com as dicas (foto: Thiago Ventura/EM/D.A Press)
Se existe uma infecção que incomoda bastante a vida de quem usa sapatos fechados diariamente, é a unha encravada. Causada nas mulheres por calçados apertados ou de bico finos e, na maioria dos homens, devido ao uso das botinas com ponta de aço, a inflamação pode ser leve, dando um pequeno desconforto ao portador, ou muito infeccionada, chegando a apresentar fluxos de pus e edemas.

De acordo com a podóloga Irene da Conceição de Oliveira Queiroz, o tratamento pode ser feito por meio de várias sessões de podologia. “O mais indicado é que as pessoas procurem um profissional responsável, que saiba lidar com esse tipo de problema.” Onicofose, o excesso de pele localizado debaixo da unha, é um dos males que mais incomodam. Existem casos tão graves que a pessoa deve procurar um cirurgião. Após o procedimento cirúrgico, o paciente precisa procurar o podólogo para dar fim ao tratamento. A especialista afirma ainda que existem dicas para evitar a unha encravada, ou pelo menos as inflamações mais graves. Clique aqui e veja.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA