UPA no Paraná que recebeu caso suspeito de ebola será liberada no início da tarde

Africano ficou internado na unidade de saúde de Cascavel e foi transferido para o Rio de Janeiro. Local passará por higienização antes da reabertura

por Estado de Minas 10/10/2014 09:42

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cascavel (PR) que atendeu um paciente com suspeita de ebola deve ser liberada para atendimento à população às 13h desta sexta-feira (10). A informação é da prefeitura de Cascavel.

De acordo com o comunicado, uma reunião entre uma equipe do Ministério da Saúde e outros órgãos ligados à saúde, nesta manhã, decidiu pela liberação da UPA, que estava mantida em isolamento. A unidade deve passar por uma higienização total antes da reabertura.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a orientação do governo federal é que os pacientes que estavam em observação na UPA poderão ser liberados, de acordo com o estado de saúde. A equipe de saúde que estava de plantão e ficou isolada na unidade também será liberada. Todos serão monitorados, por 21 dias, período de incubação do vírus do ebola.

Um homem de 47 anos vindo da Guiné, com o vôo fazendo escala no Marrocos, chegou ao Brasil no dia 19 de setembro e relatou ter apresentado febre nos últimos dois dias. Até o início da noite de ontem (9), ele estava subfebril e não apresentava hemorragia, vômitos ou quaisquer outros sintomas, considerados típicos da doença. De acordo com o ministério, ele está em bom estado geral e é mantido em isolamento total no Hospital Nacional de Infectologia, no Rio de Janeiro.

Com Agência Brasil

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA