Enfermeira francesa que contraiu o vírus do ebola na Libéria ficou curada

O vírus ebola matou 3.439 pessoas no oeste da África

por AFP - Agence France-Presse 04/10/2014 11:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP PHOTO / DOMINIQUE FAGET
Ministra da saúde, Marisol Touraine, afirmou que a enfermeira se submeteu a um tratamento experimental com o antiviral Avigan (favipiravir) (foto: AFP PHOTO / DOMINIQUE FAGET )
A enfermeira francesa da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF), que havia contraído o vírus do ebola durante uma missão na Libéria, conseguiu ser curada e já deixou o hospital, informou neste sábado (4) a ministra da Saúde da França, Marisol Touraine. A jovem enfermeira, que colaborava voluntariamente com o MSF, foi repatriada para a França e levada para um hospital militar, onde recebeu tratamentos experimentais.

O Ministério da Saúde autorizou por decreto a utilização de medicamentos ainda não homologados na luta contra o ebola, em particular o antiviral Avigan (favipiravir) da empresa japonesa Toyama Chemical, filial da FujiFilm. "Estou muito feliz por esta evolução favorável e saúdo novamente o compromisso e a coragem desta jovem mulher", afirmou Marisol Touraine em um comunicado.

O vírus ebola matou 3.439 pessoas no oeste da África, de um total de 7.478 casos registrados em cinco países (Serra Leoa, Guiné, Libéria, Nigéria e Senegal), segundo o último balanço da Organização Mundial de Saúde (OMS), realizado até 1º de outubro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA