Mastalgia atinge 70% das mulheres; entenda as causas da dor mamária

Medo de câncer de mama é o que leva as mulheres ao consultório. No entanto, a mastalgia é classificada em três tipos e tem causas diversas

por Valéria Mendes Arte: Soraia Piva 03/10/2014 09:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A dor mamária ou mastalgia atinge cerca de 70% das mulheres no mundo. Apesar de o incômodo ser tão comum, as causas não são tão conhecidas pela população. “O medo do câncer é o principal motivo que leva a mulher a procurar um médico e não propriamente o incômodo da dor”, observa a mastologista e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Mastologia – Regional Minas Gerais, Annamaria Massahud. No entanto, não é raro a dor mamária interferir nas atividades do dia a dia como trabalho, atividade sexual e até no sono.

A mastalgia afeta mulheres de todas as idades em qualquer momento da vida, mas nem sempre está relacionada a alguma doença. “Entre 60 e 85% dos casos a dor mamária não é sinal de nada grave”, observa a especialista. O Saúde Plena esclarece abaixo as principais dúvidas sobre o tema:

Arte: Soraia Piva
(foto: Arte: Soraia Piva)


Uma dica
Atividades físicas também podem provocar dor mamária. Nesse caso, o uso de um sutiã próprio para as práticas esportivas é o mais recomendado para prevenir a mastalgia e, em alguns casos, é um dos tratamentos para o alívio das dores.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA