Saiba como evitar a cistite de repetição

Comum entre as mulheres, a crise de repetição representa um grande incômodo, mas o tratamento é simples e à base de antibiótico

por Rafael Campos 26/09/2014 13:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
As infecções do trato urinário ou cistites estão entre os problemas mais comuns a afetarem o sexo feminino. Especialistas afirmam que cerca de 50% das mulheres vão ter o problema pelo menos uma vez na vida. “Dessas, 25% terão cistite de repetição”, afirma Jorge Milhem, presidente da Comissão de Uroginecologia da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo).

A cistite de repetição é caracterizada quando há mais de dois casos de infecção no semestre ou três durante o ano. Questões anatômicas — proximidade entre a vagina e o ânus, bem como um canal uretral menor — são as principais responsáveis pela reincidência entre as mulheres e, na maioria dos casos, o tratamento é simples e feito com antibióticos. “Elas podem ter a crise simplesmente por serem do sexo feminino”, garante Carlos Sacomani, diretor da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

Valdo Virgo/CB/D.A Press
Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais (foto: Valdo Virgo/CB/D.A Press)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA