Serra Leoa ordena quarentena de 1,2 milhão de pessoas

Vírus do ebola infectou 1.813 pessoas e matou 593

por AFP - Agence France-Presse 25/09/2014 09:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
REUTERS/Bindra
Mulher grávida com suspeita de ebola é levantada por maca para uma ambulância em Freetown, Serra Leoa (foto: REUTERS/Bindra)
O governo de Serra Leoa ordenou com efeito imediato a entrada em quarentena de três distritos e 12 localidades tribais, o que representa 1,2 milhão de pessoas, no maior confinamento no oeste da África desde o surgimento da atual epidemia de Ebola.

Em um discurso exibido na TV, o presidente do país, Ernest Bai Koroma, anunciou na quarta-feira à noite o fechamento dos distritos de Port Loko e Bombali (norte), assim como o de Moyamba (sul).

Com os distritos de Kenema e Kailahun (leste) já em quarentena, mais de um terço da população em cinco dos 14 distritos da nação está impedida de uma livre circulação.

"O isolamento dos distritos realmente representa dificuldades importantes, mas a vida de todos e a sobrevivência de nosso país têm prioridade sobre as dificuldades", disse Koroma.

A atual epidemia de Ebola infectou quase 6.000 pessoas na África ocidental e matou quase metade delas, segundo o balanço mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em Serra Leoa, o vírus Ebola infectou 1.813 pessoas e matou 593.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA