No inverno, a pele do rosto exige maior hidratação

Clima seco e frio prejudica a produção do protetor natural, que tem o poder de reter a umidade na superfície

por Celina Aquino 01/07/2014 16:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

sxc.hu
A queixa mais comum nesta época do ano é o ressecamento da pele do rosto (foto: sxc.hu)
A pele do rosto é a que mais sente a chegada do inverno. Como está totalmente exposta às condições climáticas, ela fica desidratada diante da queda de temperatura, baixa umidade do ar e vento. Diminuir a temperatura da água do banho, manter uma alimentação balanceada e usar hidratantes são algumas das maneiras de impedir ressecamento e descamação.

A pele tem a função de manter a temperatura interna ideal para o nosso corpo, que é de 36,5 graus centígrados. No inverno, quando a temperatura externa diminui, o órgão gasta mais energia e o desgaste reflete em sua aparência. Além disso, o clima seco e frio prejudica a produção do protetor natural, que tem o poder de reter a umidade na superfície. “O manto hidrolipídico é o maior creme hidratante do mundo, formado pela mistura da gordura produzida pelas glândulas sebáceas com o suor originário das glândulas sudoríparas. No inverno, temos que ajudar a pele do rosto a repor sua proteção natural”, explica a engenheira química com especialização em cosmetologia, Sonia Corazza, consultora da marca Artistry no Brasil.

O quadro de desidratação se agrava ainda mais no inverno por causa dos banhos demorados e em altas temperaturas. Segundo a dermatologista Dayse D'Ávila, a água quente dilui a gordura da pele do rosto, diminuindo a oleosidade e os ventos também contribuem para reduzir a umidade porque facilitam a evaporação da água. “No frio, a tendência é não sentir muita sede, mas o metabolismo funciona do mesmo jeito. Por isso precisamos estar atentos para tomar até dois litros de água por dia”, alerta. Diminuir a temperatura da água do chuveiro ou tomar banho o mais rápido possível, abandonar sabonetes (que funcionam como detergentes, removendo ainda mais a oleosidade), e aumentar o uso de hidratantes também ajudam a manter a pele do rosto hidratada nesta época do ano.

A cosmetóloga da Artistry orienta escolher hidratantes que tenham composição parecida com as substâncias encontradas naturalmente na pele. Para repor a gordura, água e sais mineiras presentes no manto hidrolipídico, a dica é usar fórmulas com óleos, manteigas e extratos vegetais. Os aminoácidos, especialmente os peptídeos, também são indicados porque fortalecem a pele. “Entre os extratos botânicos, indico o de murta, que age prolongando a vitalidade da pele e aumentando a hidratação. Outro extrato que fortalece a função barreira da pele é de um fruto africano chamado baobá, um hidrante de longa duração”, exemplifica Sonia. Os produtos para o inverno ainda devem conter substâncias antioxidantes, como groselha negra e acerola verde, evitando a formação de radicais livres, moléculas que aceleram o envelhecimento da pele, processo mais comum de ocorrer em uma pele mais vulnerável com o frio.

Para os adolescentes, mais propensos a desenvolver cravos e espinhas, a alternativa são as loções hidratantes, fórmulas mais leves, fluidas e com menor concentração de gordura, geralmente vendidas em frascos mais compridos. A mesma regra vale para quem tem pele oleosa. Como são mais densos e gordurosos, os cremes dão um resultado melhor em peles ressecadas ou envelhecidas. Na terceira idade, também existe a possibilidade de utilizar sérum, formulação mais concentrada e com poder maior de hidratação. “A pele madura precisa ser tratada no inverno com fórmulas com proteínas vegetais, como do trigo e soja, que ajudam a reforçar a elasticidade da pele”, orienta a cosmetóloga.

RESSECAMENTO

De acordo com a dermatologista Dayse D’Ávila, a queixa mais comum nesta época do ano é o ressecamento da pele do rosto. Além disso, algumas doenças como dermatite atópica e alergias podem se agravar com a baixa da temperatura. “Com a pele ressecada, cheia de fissuras, os resíduos que ficariam na parte externa começam a alcançar profundidade”, esclarece. Mais um motivo para manter a pele protegida. A especialista informa que o ideal é aplicar o hidratante nos cinco primeiros minutos depois do banho, já que a função do produto é não deixar a água da superfície evaporar, impedindo que a pele fique ressecada. Passe com delicadeza a toalha para não secar totalmente o rosto ao sair do chuveiro.

Agencia Ideal/Divulgacao
Sônia Corazza, cosmetóloga: 'No inverno, temos que ajudar a pele do rosto a repor sua proteção natural' (foto: Agencia Ideal/Divulgacao )
Com a pele não se descuida, nem no inverno. É esse o lema da terapeuta Luciana Maria dos Reis, de 52 anos, que percebe a pele mais sensível nos dias frios e secos. Ela aprendeu que não pode deixar de passar protetor solar nesta época do ano e investe em chás para ingerir uma quantidade maior de líquido, ainda mais porque faz tratamento para rosácea, uma doença de pele caracterizada por manchas avermelhadas, que se agrava com a baixa de temperatura. A pele de Luciana agradece profundamente. “Mesmo sendo inverno, não posso deixar de cuidar. Você pode não estar nem com batom, mas se a pele do rosto estiver bonita e saudável, você tem um cartão e tanto de visitas”, analisa a terapeuta.


PARA NÃO FICAR DÚVIDA

» Preciso usar filtro solar no inverno?
Não se enganem. O sol pode ser ainda mais danoso no inverno, pois a pele geralmente está mais sensível em dias frios. É permitido apenas diminuir o fator de proteção.

» O cardápio influencia na saúde da pele durante o inverno?

Uma alimentação equilibrada é necessária para manter a mesma concentração de gordura e água no manto hidrolipídico. Também é importante caprichar na ingestão de frutas, verduras e legumes para produzir os sair mineiras presentes no nosso suor.

» Posso usar creme do corpo para o rosto?
Não. A pele do corpo costuma ser mais ressecada porque contém menos glândulas sebáceas. Além disso, o creme para o corpo é mais carregado de gordura e pode encher o seu rosto de cravos e espinhas.

» Qual sabonete é mais indicado?
Prefira sempre o sabonete líquido para limpar a pele do rosto. Além de ter um pH mais adequado, é menos agressivo. Escolha formulações mais suaves, como trigo, Aloe vera e camomila.

» Como aplicar o hidratante?
O ideal é duas vezes por dia, sempre com a pele limpa. Pela manhã, prefira usar um produto com protetor solar e de noite passe no rosto um hidratante que ajude a nutrir a pele. Isso porque, entre duas horas e três horas, a pele passa por um processo de regeneração celular.


Fonte: Sonia Corazza, cosmetóloga

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA