Adolescente transplantado visita Renata, que aguarda um novo coração em Belo Horizonte

Menina de 13 anos gravou vídeo suplicando novo órgão e recebeu a visita de Matheus, de 15, que fez cirurgia há dois anos. Ontem à noite, notícia de um possível doador renovou as esperanças

por Jefferson da Fonseca 27/05/2014 07:57

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Alexandre Guzanshe/EM/D.A press
"Quero dizer para ela ter força e confiança em Deus. Para nunca deixar de acreditar", Matheus Lucas de Oliveira Leite, 15 anos (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A press )
Segue a corrente do bem, de fé e de força pela salvação da menina Renata Lara de Oliveira, de 13 anos. Um vídeo comovente, feito por câmera de aparelho celular, em que a mocinha faz súplica por um coração, ganhou a rede mundial de computadores. Renata sofre de insuficiência cardíaca de último nível. Só um transplante pode trazer de volta a alegria da família. Na noite de ontem, a notícia de um doador renovou as esperanças de quem torce por ela. Exames e, possivelmente, a cirurgia, seriam feitos na madrugada.

Entre os torcedores está Matheus Lucas de Oliveira Leite, de 15 anos, que há dois anos, em drama também de muitas agonias, recebeu um novo coração para um novo tempo de paz. E ele pretende fazer uma visita a Renata, programada para hoje. “Quero dizer para ela ter força e confiança em Deus. Para nunca deixar de acreditar”, disse. A família do estudante chegou a ouvir que “nada mais podia ser feito. É voltar para casa e esperar pelo pior”, relembra Nionaldo José Gonçalves Leite, de 38, pai de Matheus.

O comerciante faz questão de acompanhar o filho na visita a Renata, no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC/UFMG). “Queremos levar uma palavra amiga, uma força para essa família. Se o melhor aconteceu com o Matheus, pode acontecer com ela também. O importante é não perder a fé”, diz Nionaldo, tocado pela história de luta de mãe e filha, há 36 dias no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), da Avenida Alfredo Balena.

Juliana Alves, de 31, também apareceu no vídeo, abatida e em lágrimas, pedindo pela sorte da filha mais velha. “É um pedido de uma mãe desesperada, que há 30 dias está acompanhando o desespero da filha, lutando para viver, que quer muito viver”, suspirou. Em casa, em Leandro Ferreira, na Região Centro-Oeste de Minas, as pequenas irmãs Maria Cecília, de 7, e Ana Luiza, de 6, esperam poder rever Renata.

Matheus se mostra comovido com o drama da menina. Com a voz tímida, de carinho e educação exemplares, o estudante entende a importância do seu exemplo para Renata. “Ela tem que acreditar. Vou lá com o meu pai para ela ver que para Deus nada é impossível”, diz o moço. Matheus, morador do Bairro São Benedito, em Santa Luzia, na região metropolitana, recebeu novo coração em cirurgia que virou a noite de 10 de fevereiro de 2012.

SALVAÇÃO
Nionaldo, emocionado, conta não esquecer nenhum detalhe do que viveu com o filho na companhia da mulher, Roseli Aparecida. “Depois de tempos de sofrimento em outros hospitais, com a médica que disse que ele não tinha salvação, conseguimos chegar ao Hospital das Clínicas. Lá, a primeira consulta foi em 23 de novembro. O Matheus estava passando muito mal e foi internado em 15 de janeiro. Em 10 de fevereiro meu filho ganhou uma nova vida. A Renata também vai conseguir”, acredita.

No Portal Uai, a leitora Renata Neres escreveu: “Senhor, tu podes tudo! Então, peço-lhe a vida para a Renata, tenho fé que logo aparecerá um coração de um anjo que foi para o céu. Forças, Renata! Não te conheço, mas fiquei com uma vontade imensa de te conhecer e lutar junto com você!” Daniel Salgado Neto também deixou o seu recado: “A sua fé vai te salvar Renata. Creia! Ore sem cessar que faremos o mesmo”.

Enquanto as mensagens de oração e otimismo se espalham pelos sites de notícias e redes sociais, Renata tinha o quadro piorado no CTI pediátrico na noite de ontem.

SERVIÇO
A doação de órgãos e sua destinação para transplantes é coordenada em Minas Gerais pelo Complexo MG Transplantes, responsável pela captação e distribuição de órgãos em todo o estado, por meio da Central Nacional de Captação de Doação de Órgãos (CNCDO). A linha de orientação à população é 0800-0283-7183.

Enquanto isso...
...Médicos vão a júri

Quatro médicos irão a júri popular pela morte do menino Paulo Veronesi Pavesi, de 10 anos, o Paulinho, ocorrida em 2000, em Poços de Caldas, no Sul de Minas. O julgamento foi marcado para 31 de julho, no fórum da cidade. Eles são acusados de usar uma central clandestina de transplantes para retirar os órgãos do garoto enquanto ele ainda estava vivo, após sofrer um acidente em casa. Eles respondem por homicídio qualificado. O esquema ficou conhecido como Máfia dos Órgãos. Três médicos já foram condenados e outros ainda respondem na Justiça. Serão julgados o nefrologista Álvaro Ianhez, o anestesiologista Marco Alexandre Pacheco da Fonseca, o intensivista José Luiz Bonfitto e o neurocirurgião José Luiz Gomes da Silva.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA