Dia dos Namorados: ato de presentear é sinônimo de carinho e afeição

A menos de um mês da data mais romântica do ano, é um bom momento para pensar com calma antes de escolher o presente

por Lilian Monteiro 24/05/2014 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Todos gostam de ganhar presentes. Felicidade garantida. Aniversários, Dia dos Namorados, das Mães, Natal, nascimento do bebê... E se eles chegam fora de um dia especial, numa data inesperada, sem ser aguardados, então o efeito é ainda maior. A surpresa provoca sensações mais fortes, e a ideia de um “presente gratuito” ou “simplesmente por querer” tem significado singular, de pura alegria.

SXC.hu/Banco de Imagens
Dar presentes aproxima as pessoas (foto: SXC.hu/Banco de Imagens)
 A relação de presentear é própria do ser humano. Comportamento que quebra a rotina e põe poesia na vida, que fica mais leve e aproxima as pessoas. Troca que cria laços. O gerente de marketing de presentes da Natura, Luís Gustavo Lima, explica que a empresa “acredita que toda relação é um presente”. Por isso, essa atitude é tão importante e valorizada. “Quem presenteia sente-se melhor, fica até mais feliz do que quem recebe.” De acordo com ele, o presente tem inúmeros significados. Entre os mais importantes, o fato de “estreitar relações e criar mais afinidades”. Ele explica que muitos enxergam o presente como dar e receber. No entanto, entre essas duas ações ocorrem momentos de magia que fazem a diferença.

“Ao decidir dar um presente, todos passamos por várias etapas. Pensamos em quem vamos presentear, buscamos inspiração, em seguida, fazemos a escolha e, por fim, o ponto alto é o ato da entrega.” Luís Gustavo enfatiza que o presente, de uma Ferrari a uma caneta, carrega na embalagem efeitos que “influenciam a relação das pessoas”. Ele conta que tudo é importante: o laço diferente, a cor do papel, será dado um jantar para entregar o presente.

Luís Gustavo comenta que “cada momento é o seu momento de dar o presente. Pode ser um bilhetinho para a amiga de trabalho que adora ter ao lado lhe desejando um bom dia. Só de pensar na pessoa e ter o gesto de carinho configura aspecto emocional dos mais fortes”. E presentear com cheiros, cores e texturas (hidratantes, óleos...) é um dos mimos preferidos dos brasileiros, atrás de vestuário e calçados. “Tudo depende do perfil – do reservado ao expansivo. A Natura se preocupa com as necessidades de cada cliente, por isso temos linhas exclusivas em datas especiais. Agora, na hora de presentear, para não ser limitador, conhecer a pessoa é uma enorme vantagem. Sem falar do nosso diferencial: as consultoras, uma ajuda extra.”

Arquivo pessoal
Renata Ferreira Lima Crepaldi diz que a mãe dela costumava preparar surpresas para as filhas: "O cartão era o mais especial do presente" (foto: Arquivo pessoal)
HERANÇA A relação que a jornalista Renata Ferreira Lima Crepaldi tem com o presente herdou da mãe, Helena, que sempre a ensinou, assim como a irmã Amanda, a criar um ritual de cuidado e capricho, seja em datas comemorativas ou não. “Minha mãe não está mais aqui, mas ela sempre nos preparou uma surpresa, principalmente nos aniversários. O cartão sempre foi o mais especial do presente. Ela se dedicava e nos ensinou assim. Meu aniversário é a data mais importante para mim, e minha mãe o celebrava do café da manhã até à noite. Tinha várias surpresas ao longo do dia. E a falta de dinheiro nunca foi desculpa. O valor sentimental teve sempre mais peso do que o presente. O que vale é a lembrança, o carinho.”

Renata é daquelas que não só compra, mas adora escrever cartinha, fazer brigadeiro, preparar comemoração, criar pistas até o presente, para “ter o sorriso como retorno, minha maior satisfação. É o que me alimenta espiritualmente e me faz cultivar relacionamentos. Falo para meu namorado, não importa o valor, me dê um bicho de pelúcia com um recadinho que vou chorar e amar. Quero perceber a atenção da escolha e não só o ato da compra”.

Com uma lista de estratégias para presentear, Renata já preparou café da manhã para a irmã e mandou entregar flores para ela na escola. Já fez o motoboy encontrar e entregar no serviço o bolo preferido do namorado, mesmo ela tendo de ficar de fora da comemoração. E correu atrás do doce preferido da amiga, que encarava um dia triste. O doce foi acompanhado de um recadinho: “Estou sempre do seu lado.” E Renata, claro, recebe os melhores presentes. “Não faço questão do presente, mas da companhia. Comemoro meu aniversário por cinco dias só para ter ao lado todos que amo, ninguém tem desculpa de faltar. Mas também ganho presentes incríveis, como uma faixa que a Amanda pôs na minha escola, com foto e tudo. Amei e chorei muito, de alegria.” São esses pequenos grandes gestos que fazem de todo tipo de presente os melhores.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA