Preparamos um guia para manter o cabelo brilhante, sedoso, saudável e hidratado durante todo o ano

Dicas simples e algumas mudanças de hábitos podem mudar a rotina e a saúde do cabelo

por Revista do CB 01/05/2014 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Carlos Silva/Esp. CB/D.A Press
Tratamentos em salão parecem mais eficientes por conta da qualidade dos produtos e da supervisão do profissional (foto: Carlos Silva/Esp. CB/D.A Press)
Hidratar o cabelo sempre foi um dilema para as mulheres. O primeiro passo é lavar bem os fios e fazer um diagnóstico para detectar de qual tipo de hidratação eles precisam. Observe se estão muito danificados. Se estiverem quebrados, não será apenas a hidratação que vai salvá-los. Cabelos ressecados, tingidos e com aplicações químicas precisam de reconstruções, cauterizações e outros tratamentos mais vigorosos.

Dicas simples e algumas mudanças de hábitos podem mudar a rotina e a saúde do cabelo. Se os fatores naturais, como exposição ao sol, vento e chuva, já deixam os fios mais frágeis, imagine o que procedimentos químicos, como mechas, colorações e alisamentos fazem com eles. A hidratação é fundamental para coibir os efeitos dos processos químicos e naturais.

Faça hidratação pelo menos uma vez por semana. Se o cabelo for saudável ou oleoso, basta a cada 15 dias. Mas, se estiver danificado, é preciso fazer o tratamento até duas vezes por semana. O objetivo da hidratação é levar água para o interior dos fios. Se o seu cabelo está espigado, sem brilho e vida, é porque perdeu água. Hidratações repõem os nutrientes que faltam.

Ao contrário do que muitos pensam, hidratação não torna o cabelo mais liso. Ela apenas recupera os fios e os deixa mais macios e brilhantes. Também não é recomendável misturar dois cremes diferentes. Cada creme tem sua especificidade, e a aplicação de outro deixa mais “pesada” a hidratação. Geralmente, quando as empresas de cosméticos desenvolvem uma linha de produtos, recomenda-se o uso do conjunto: o condicionador completa os efeitos do xampu, finalizando, assim, a hidratação. Produtos especiais para hidratar são do mesmo jeito. Não se deve misturar para não contrastar os efeitos.

A touca térmica também pode ser uma aliada na hidratação. Ela tem o poder de potencializar a absorção dos produtos. Mas tome cuidado com alguns detalhes. Primeiramente, existem vários tipos de toucas, as metalizadas — mantas térmicas ou laminadas que não precisam de energia — são as melhores. Porém, como é uma fonte de calor intensa, não se deve abusar do uso.

Se você não tem touca térmica em casa, ou prefere não usá-la, hoje em dia existem alguns produtos que dispensam a sua aplicação. Eles são compostos por vitaminas, que promovem a elasticidade dos fios com glicerina, silicone e ácidos graxos. Esses elementos dão maciez e brilho para as madeixas.

Os fios lisos e os enrolados também têm suas distinções na hora da hidratação. Quanto mais cacheados, mais finos e secos eles costumam ser. Para esse tipo de cabelo, é recomendável máscaras hidratantes em todas as lavagens. Durante o dia, passe cremes umectantes para manter os cachos no lugar. Já os fios lisos tendem a ser mais oleosos. Na hora da aplicação, o creme deve ser usado no comprimento das pontas. Passe mecha por mecha, massageando o cabelo. E, no fim, não se esqueça de retirar completamente o produto.

Em casa ou no salão?

Todo mundo já teve curiosidade de saber se existe ou não alguma receita caseira para hidratação. Frutas, azeite, mel e até leite são supostos ingredientes para hidratar em casa. De fato, frutas têm vitaminas específicas que podem fazer muito bem ao corpo e, consequentemente, aos cabelos. Nesse caso, é melhor ingerir esses alimentos, no lugar de criar “receitinhas”.
A hidratação em casa com produtos cosméticos, porém, é indicada. “Fazer manutenção da hidratação em casa com produtos específicos é muito eficaz, mas receitas caseiras eu não recomendo”, aconselha o hairstylist Luiz Cintra.

Os tratamentos em salão parecem mais eficientes, por conta da qualidade dos produtos e da supervisão do profissional. O cabeleireiro conhece técnicas e, naturalmente, fará um diagnóstico do cabelo. Apesar disso, a manutenção em casa é fundamental para a evolução saudável das madeixas.

Os sete pecados

» Deixar resíduos do produto (o cabelo fica com aspecto sujo e sem brilho)
» Hidratar o cabelo sujo
» Misturar produtos que não fazem parte da mesma linha
» Não enxaguar bem
» Usar o creme hidratante como condicionador
» Não ter paciência para desembaraçar
» Aplicar demais o produto. Quantidade não significa qualidade

Faça a coisa certa
“Lave o cabelo com xampu e, em seguida, retire a umidade com uma toalha (sem apertar ou esfregar os fios). Separe o cabelo em quatro partes e coloque uma pequena quantidade de máscara hidratante na palma da mão. Se você tem o cabelo curto, use uma quantidade correspondente a uma moeda de R$ 1. Se tem comprimento médio, dobre a quantidade, e se for longo, triplique. Massagei mecha por mecha. Aplique de cima para baixo, respeitando a raiz do cabelo”. - Dica do hairstylist e visagista Pablo Sebastian.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA