Rotina de baladas, cigarro e álcool provoca envelhecimento precoce, alerta especialista

De acordo com cirurgião plástico, o que parece uma vida cheia de emoção representa, na verdade, um grande risco à aparência dos jovens

por Estado de Minas 19/01/2014 08:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP
O primeiro sinal de uma noite maldormida aparece no rosto. Normalmente, ficam mais evidentes olheiras e bolsas palpebrais (foto: AFP)

Rotina de baladas, cigarro e álcool provoca envelhecimento precoce. Quem faz o alerta é o cirurgião plástico Vitorio Maddarena Junior, diretor da Clínica Maddarena, em São Paulo. De acordo com o especialista, o que parece uma vida cheia de emoção representa, na verdade, um grande risco à aparência dos jovens que se divertem até o amanhecer. A seguir, o cirurgião plástico aponta cinco dos maiores estragos que o excesso de cigarro, álcool e noites maldormidas podem causar à pele.

1. Olheiras e bolsas sob os olhos.
O primeiro sinal de uma noite maldormida aparece no rosto. Normalmente, ficam mais evidentes olheiras e bolsas palpebrais. Quando a rotina se repete com regularidade, os efeitos não costumam desaparecer com facilidade – nem quando a pessoa dorme além da conta para compensar. Os jovens devem dormir pelo menos sete horas por noite para evitar o envelhecimento precoce.

2. Pele sem brilho e ressecada.

O álcool desidrata o organismo e, com o tempo, ele priva a pele de nutrientes e vitaminas (principalmente a vitamina C), acelerando o processo de envelhecimento. Já o monóxido de carbono presente na fumaça do cigarro atua na redução do fluxo sanguíneo, deixando a pele seca e descolorida.

3. Manchas e marcas na pele.

O cigarro torna mais frequente manifestações de doenças autoimunes como psoríase e dermatite atópica, fazendo com que manchas e marcas fiquem mais presentes e visíveis na pele. Até mesmo as estrias são mais visíveis em pacientes fumantes. Já o álcool desencadeia o surgimento de manchas avermelhadas na região central do rosto em quem sofre de rosácea.

4. Rugas e pés de galinha.

Jovens fumantes, que fazem uso de álcool e tomam contraceptivos orais, costumam ter a aparência envelhecida. O fumo prejudica o suprimento de sangue que mantém o tônus da pele. O quadro pode piorar depois de noites em claro. A falta de sono leva o corpo a produzir o hormônio cortisol, que compromete o colágeno, responsável por uma pele firme e sem rugas.

A nicotina causa estreitamento dos vasos sanguíneos, limitando o fluxo de sangue rico em oxigênio para pequenos vasos no rosto e no corpo. Isso sinaliza que o tempo de cicatrização de um fumante é sempre maior, até mesmo em cirurgias odontológicas e procedimentos periodontais. O quadro será ainda pior com o consumo de álcool e a falta recorrente de sono.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA