Cada tipo de pão integral traz um tipo de benefício; descubra as diferenças e valores de cada um

Pães integrais ajudam no funcionamento do intestino e reduzem o índice glicêmico. Entenda as diferenças entre vários tipos de pães e saiba quais são os benefícios deles

por Sara Lira 26/11/2013 15:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Maria Tereza Correia/EM/D.A Press
'Resolvi mudar a alimentação e aliei uma dieta saudável, comendo mais fibras, pão integral e fazendo atividades físicas. Desde então emagreci 25 quilos' - Eduardo Batista, professor (foto: Maria Tereza Correia/EM/D.A Press)
Pão integral é mais saudável. Quem nunca ouviu essa frase em meio a uma conversa sobre como se alimentar de forma a trazer mais benefícios para a saúde? Especialistas confirmam que, de fato, esse tipo é mais nutritivo do que o famoso pão branco. Mas em meio às prateleiras dos supermercados, há uma variedade de pães integrais compostos com grãos variados. Associados a uma alimentação regular, todos eles fazem bem para o organismo. Mas entre cada um desses tipos há um benefício diferente.

O pão integral é preparado com farinha integral ou fibra de trigo. A maioria deles é misturada ainda com aveia, cereais, grãos e outras fibras, além de uvas-passas e até frutas cristalizadas. Para serem considerados ricos em fibras, eles precisam ter uma quantidade acima de 1,5grama de fibra da medida que está na embalagem. Segundo a nutricionista e professora do curso de nutrição da PUC Minas Natália de Carvalho Teixeira, o maior benefício é que os pães integrais ajudam no funcionamento do intestino. “As fibras não são digeridas pelo organismo e chegam intactas ao intestino. Elas vão servir de alimento para os micro-organismos na região e esse processo leva, entre outros fatores, à produção dos ácidos graxos de cadeia curta, que nutrem as células do intestino”, explica.

A nutricionista funcional Ana Paula Fidélis acrescenta que o consumo de pães integrais também influencia na redução do índice glicêmico. “Todo tipo de carboidrato vira açúcar no sangue e a velocidade em que isso ocorre é determinada pelo conteúdo de fibras de um alimento. Sendo assim, os integrais são melhores, pois modulam essa liberação de glicose e assim trazem muitos benefícios”, pontua.

A especialista afirma que, ao regular a glicemia, previne-se também o aparecimento de diabetes, envelhecimento precoce e alterações estéticas, como celulite, acne e flacidez. “As fibras ainda aumentam o poder de saciedade do alimento e ajudam a reduzir o colesterol total”, afirma Ana Paula Fidélis. Há ainda o pão light, que apresenta redução do teor de algum ingrediente, seja ele caloria, açúcar, sódio ou outra substância, mas isso não significa que ele é integral, pois só são considerados dessa categoria aqueles feitos com farinha desse tipo.

A professora de nutrição destaca que, para surtir efeito, o consumo de pão integral deve estar associado à ingestão frequente de água, pois as fibras só têm resultado positivo no organismo se forem ingeridas com o líquido. “Comer pão integral é uma forma de aumentar o consumo de fibras e de melhorar a saúde do nosso organismo”, finaliza Natália.

REEDUCAÇÃO
O professor Eduardo Batista, de 37 anos, substituiu o pão branco pelo integral no início do ano. A mudança veio com uma reeducação alimentar que ele começou após ganhar muito peso. “Resolvi mudar a alimentação e aliei uma dieta saudável, comendo mais fibras, pão integral e fazendo atividades físicas. Desde então emagreci 25 quilos”, comemora.

No início, Eduardo consumia apenas os de fôrma, mas para não se cansar do sabor, atualmente reveza com um pão tipo francês feito com farinha integral, que é vendido em uma padaria próxima de onde ele mora. “Acredito que a pessoa deva experimentar vários até encontrar um que se adapte ao seu paladar, pois se alimentar do mesmo pão todos os dias pode enjoar”, diz.

Diferenças e benefícios

» Pão light
Tem redução de um de seus componentes, que pode ser calorias, sal ou outras substâncias. Se for redução de calorias, ele é interessante para quem quer perder peso.

» Pães 7, 9 e 12 grãos
Apresentam maior teor de fibras e, quanto maior a quantidade de grãos, maior será a de fibras.

» Pão preto
Pacientes diabéticos precisam ficar atentos porque a cor mais escura se deve à presença de açúcar mascavo ou caramelização de açúcar. Ele geralmente é feito com farinha integral e açúcar caramelizado.

» Pão com aveia
Recomendado principalmente para quem deseja baixar o colesterol.

» Pão com linhaça
Essa semente é rica em óleo fonte do ômega 3. Ela tem ação antioxidante e atua diretamente no equilíbrio hormonal feminino.

» Pão de centeio
É uma fibra insolúvel, importante para o funcionamento do intestino.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA