Momentos de tristeza e situações adversas podem trazer felicidade, diz estudo

Sentimentos como raiva, vergonha, pessimismo e inveja podem ser transformados em ações ou sensações positivas. Para que isso aconteça, é necessário enxergar além da própria experiência.

por Alessandra Alves 01/11/2013 09:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Banco de Imagens/SXC.hu
A raiva, assim como outros sentimentos negativos, pode ser transformada em ações positivas (foto: Banco de Imagens/SXC.hu)

Um estudo realizado pela Universidade Olin, em Massachusetts, demonstrou que buscar algo positivo diante de situações adversas pode trazer bem-estar ao longo do tempo. Portanto, ignorar ou suprimir sentimentos negativos só colabora para aumentar a dificuldade em superá-los. A pesquisa ouviu 47 pessoas, entre homens e mulheres, que relataram passar por algum tipo de transtorno, como separação ou perda do cônjuge. Elas foram submetidas a psicoterapia individual e, após o tratamento, tiveram seus comportamentos descritos e avaliados.

“Nós descobrimos que aqueles participantes que tiravam algo de bom das suas próprias experiências apresentavam um aumento na sensação de bem-estar, comparados às pessoas que reportavam somente tristeza ou alegria”, afirmou um dos autores da pesquisa, Jonathan Adler. “Parece que há algo de bom para a saúde mental no fato de misturar acontecimentos bons e ruins”.

É como se para cada situação ruim houvesse uma lição a ser aprendida. Segundo a pesquisa, quem consegue perceber isso, torna-se, ao longo do tempo, uma pessoa mais feliz.

Antes de se transformar em estudo, a hipótese já havia sido explorada em obras de ficção. No clássico da literatura infanto-juvenil, Pollyana, de Eleanor H. Porter, o “Jogo do Contente” é a base da felicidade da protagonista, que perdeu os pais ainda jovem e foi morar com uma tia. Ela cria a brincadeira inspirada na filosofia de vida ensinada por seu pai, que a aconselhava a enxergar algo de positivo mesmo diante das piores situações.

No filme O Lado Bom da Vida, de 2012, a personagem Tiffany (Jennifer Lawrence) ajuda o protagonista Pat Solitano (Bradley Cooper) a superar um divórcio e a perda do emprego através de atitudes positivas, como participar de um concurso de dança. Ela, que acabou de ficar viúva, decidiu encarar a vida de uma forma menos destrutiva e convence Pat a fazer o mesmo.



Atitudes como a de Pollyana e Tiffany demonstram que os resultados da pesquisa funcionam na ficção. Mas e na vida real? O site americano The Huffington Post listou seis situações em que sentimentos negativos podem ser transformados em experiências positivas.

 

  • Transformar a raiva em criatividade

Para o escritor David Berkus, autor de Myths of Creativity, a raiva e o mau humor podem ajudar a encontrar uma solução para problemas antigos. Se feliz a pessoa não foi capaz de resolver a questão, encara-la de outra forma pode ser a saída. Uma pesquisa realizada na Universidade de Ghent demonstrou que pessoas negativas têm mais habilidade para focar nos problemas.

 

  • Lidar com situações adversas pode mudar sua vida

O antigo ditado que diz “O que não mata, fortalece” pode ser real. Segundo o autor de The Gift of Adversity, Dr. Norman Rosenthal, as lições mais valiosas costumam surgir de dificuldades e contratempos que temos de enfrentar. A escritora Kris Carr decidiu escrever um livro contando sua história após ser diagnosticada com uma forma rara de câncer, sem cura. Ao descobrir a medicina holística, tornou-se especialista em bem-estar e autora de um best-seller.

 

  • Sentir vergonha cria compaixão

Vergonha: aquela sensação dolorosa de humilhação e sofrimento, enraizada na crença de que somos deficientes em algum sentido. Ao passo que ela impede novas relações sociais, pelo medo de expor as vulnerabilidades do indivíduo, ela cria o sentimento de compaixão em relação a si mesmo e a outras pessoas, que sofrem pelo mesmo motivo ou outros ainda maiores.

 

  • Pessimismo pode te deixar mais produtivo

Para o professor da Universidade de Wharton, Adam Grant, as pessoas que tendem a visualizar o lado negativo de uma situação são tão produtivas quanto as otimistas. Preocupadas com o que pode sair errado, elas se esforçam para fazer as coisas mais corretas e perfeitas possíveis.

 

  • A inveja pode ser um estímulo para tornar-se uma pessoa melhor

Querer ter para si o que pertence a outra pessoa pode ser positivo se isso lhe fizer refletir. Segundo a fundadora do Tiny Buddha, Lori Deschene, “você pode ter tudo que deseja na vida se identificar exatamente o que são essas coisas”. A inveja que você pensa sentir do emprego de um amigo, por exemplo, pode ter relação com a sensação de dever cumprido ou com a paixão que ele exerce pela profissão. A partir daí, basta usar este sentimento para procurar fazer o mesmo em sua vida.

 

  • Perdas podem levar à gratidão

Perder algo ou alguém importante pode fazê-lo sentir grato pelo que você ainda tem. Lynne Hughes perdeu os pais quando ainda era muito jovem e por isso, acredita que cada pessoa que entrou em sua vida foi um presente. Ela criou o Comfort Zone Camp for Grieving Children, uma instituição sem fins lucrativos que cuida de crianças órfãs.

 

Com informações do The Huffington Post

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE SAÚDE PLENA