Show do Radiohead na Escócia é marcado por protestos pró-Palestina

Banda britânica recebeu uma série de críticas após confirmar um show em Israel, que incluem posicionamentos de Roger Waters e Thurston Moore

por Estado de Minas 10/07/2017 13:04
AFP
Atitude do público irritou Thom Yorke, que respondeu com atitudes ofensivas. (foto: AFP)
O show da banda britânica Radiohead no TRNSMT Festival, na Escócia, neste final de semana, foi marcado por uma série de protestos realizados por ativistas pró-Palestina

A mobilização é motivada devido a banda ter confirmado uma apresentação em Israel, que deve acontecer no dia 19 de julho, em Tel Aviv. Recentemento, artistas como Roger Waters (ex-Pink Floyd) e Thurston Moore (ex-Sonic Youth), assinaram uma carta pedindo para que a banda se juntasse a um ''boicote cultural'' contra o país, mas a banda se recusou. 

No show, várias pessoas hastearam bandeiras da Palestina durante a apresentação do grupo, o que parece ter incomodado o vocalista, Thom Yorke. Antes de começar a performance da música Myxomatosis, o músico encarou a plateia e exclamou ''some fucking people''. Segundo fãs, o cantor também mostrou o dedo médio para o público. 
 
Recentemente, em entrevista à Rolling Stone norte-americana, Yorke comentou a polêmica. ''Vou ser totalmente honesto com você: isso tem sido muito desanimador. Eu não concordo com o boicote cultural''. 

Ao falar sobre como os protestos são ofensivos para o guitarrista da banda, Jonny Greenwood, casado com uma mulher israelita, ele adicionou: ''Imagine o quão triste é falarem isso. Assumirem que nós não sabemos nada sobre o assunto. Só soltar a palavra 'apartheid' por aí e achar que é o suficiente. É estranho. É um gasto de energia extreordinário. Energia que poderia ser usada de uma forma mais positiva''. 
 
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA