Ariana Grande publica carta sobre atentado em Manchester

A tragédia, que deixou 22 mortos e 116 feridos, aconteceu ao final do seu show na última segunda-feira, 22

por Estado de Minas 26/05/2017 15:56

Reprodução/Twitter
Ari planeja show beneficente, em Manchester, para "honrar e arrecadar dinheiro" para as famílias das vítimas (foto: Reprodução/Twitter)
Na última segunda-feira, 22, após o final do show da cantora Ariana Grande, em Manchester, na Inglaterra, ocorreu  um atentado terrorista na Arena, em que deixou ao menos 22 mortos e 116 pessoas feridas.

 

No mesmo dia, Ariana, que realizava um dos shows de sua turnê, The Dangerous Woman Tour, disse estar ''arrasada'' pela rede social. ''Do fundo do meu coração, eu sinto muito. Não tenho palavras'', completou. Nesta sexta-feira, 26, a cantora voltou a se manifestar, dessa vez com uma carta aberta publicada em seu Instagram.

 

A cantora expressou solidariedade para com as famílias das vítimas e que não vai "deixar o ódio ganhar". Ariana ainda disse que vai voltar à cidade de Manchester para estar com os afetados pelo atentado, e promoverá um show beneficente para "honrar e arrecadar dinheiro" para as vítimas e suas famílias. 

 

A explosão aconteceu nas imediações da Arena Manchester e vitimou, principalmente, aqueles que estavam deixando as instalações no momento. O Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado, que teria sido cometido por um homem-bomba, identificado como Salman Abedi, que morreu no local. Até o momento, mais oito pessoas foram presas por suspeitas de envolvimento, incluindo o irmão de Abedi.  

 

Ariana optou por cancelar oficialmente todas as apresentações marcadas até o dia 5 de junho, que inclui o Reino Unido, Bélgica, Polônia, Alemanha e Suíça.

 

Na última terça-feira, 23, a cantora desembarcou em Boca Raton, na Flórida, cidade onde nasceu, visivelmente abatida. Lá, foi recebida pela família e pelo namorado, o rapper Mac Miller, e se dirigiu a casa de familiares que moram na cidade.

 

Confira a carta na íntegra:

 

"Meu coração,orações e as mais profundas condolências estão com as vítimas do ataque em Manchester e seus entes queridos. Não há nada que eu ou alguém possa fazer para livrar vocês dessa dor ou diminuí-la. No entanto, eu estando minha mão e meu coração e darei tudo o que eu puder a vocês, se vocês quiserem ou precisarem da minha ajuda de qualquer forma. A única coisa que podemos fazer agora é escolher como deixamos isso nos afetar e como viveremos nossas vidas daqui pra frente. 

 

Eu estive pensando em meus fãs e em todos vocês sem parar nesta última semana. O jeito qeu vocês têm lidado com tudo isso tem sido muito inspirador e me deiou mais orgulhosa do que nunca. A compaião, a bondade, o amor, a força e a união que vocês mostraram uns aos outros nesta semana que passou é exatamente o oposto das intenções hediondas que se deve ter para fazer algo tão mau como o que aconteceu nesta segunda-feira. 

 

VOCÊ é o oposto. Sinto muito pela dor e medo que vocês devem estar sentindo e pelo trauma que vocês também devem estar vivendo. Nós nunca seremos capazes de entender porque eventos como estes ocorrem, porque não está em nossa natureza, razão pela qual não devemos recuar. Não vamos desistir ou viver com medo. Não vamos deixar isso nos dividir. Não vamos deixar o ódio ganhar. 

 

Eu não quero ir passar o resto do ano sem ser capaz de ver e segurar e saudar meus fãs, da mesma forma que eles continuam a fazer comigo. Nossa resposta a essa violência deve se

r nos unir, ajudar uns aos outros, amar mais, cantar mais alto e viver mais bondosa e generosamente do que fazíamos antes. 

 

Vou voltar para a cidade incrivelmente corajosa de Manchester para passar um tempo com os meus fãs e para fazer um show beneficente para honrar e arrecadar dinheiro para as vítimas e suas famílias. Eu quero agradecer aos meus colegas músicos e amigos por se prontificarem a ser parte de nossa expressão de amor por Manchester. Vou compartilhar detalhes com vocês assim que tudo estiver confirmado. 

 

Desde o dia em que começamos a Dangerous Woman Tour, eu disse que este show, mais do que qualquer outra coisa, destinava-se a ser um espaço seguro para os meus fãs. Um lugar para eles escaparem, para comemorar, curar, sentir-se seguro e serem eles mesmos. Para conhecer seus amigos que fizeram online. Para se expressarem. E isso não vai mudar. 

 

Quando você olha para o público em meus shows, você vê uma bela, diversa, pura e feliz multidão. Milhares de pessoas incrivelmente diferentes, todas lá pela mesma razão, a música. A música é algo que todos na Terra podem compartilhar. A música é destinada a nos curar, a nos unir, a nos fazer felizes. Então é isso que ela vai continuar a fazer por nós. Continuaremos em honra daqueles que perdemos, dos seus entes queridos, dos meus fãs e de todos os afetados por esta tragédia. 

 

Eles estarão na minha mente e no meu coração todos os dias e vou pensar neles em tudo o que eu fizer pelo resto da minha vida. 

 

Ari"

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA