Rainha Elizabeth visita crianças feridas em atentado em Manchester

Os sobreviventes da tragédia, ao final do show da Ariana Grande, estão internados no Hospital Infantil de Manchester

por Estado de Minas 25/05/2017 16:50

PeterByme/AFP
O número de feridos chegou a 116, sendo que 75 permanecem internadas e 23 em estado grave (foto: PeterByme/AFP)
Após a tragédia ao final do show da Ariana Grande, na última segunda (22), na Arena Manchester, na Inglaterra, a Rainha Elizabeth resolveu visitar os sobreviventes do atentado no Hospital Infantil de Manchester, nesta quinta-feira (25).

 

Na visita, a Rainha se encontrou com os jovens e passou um tempo com eles, e ainda agradeceu à equipe do hospital pela dedicação no tratamento das vítimas. Millie Robson, de 15 anos, Amy Barlow, de 12, e Evie Mills, de 14, foram algumas das crianças que tiveram a honra da visita.

 

Segundo a BBC, o número de feridos chegou a 116 pessoas, sendo que 19 vítimas seguem internadas. Ao todo, 75 pessoas foram admitidas em oito hospitais da cidade e 23 continuam em estado grave. A maioria das vítimas são jovens, com menos de 16 anos. O atentado causou a morte de 22 pessoas. 

 

O Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado, que teria sido cometido por um homem-bomba, identificado como Salman Abedi, que morreu no local. Até o momento, mais oito pessoas foram presas por suspeitas de envolvimento, incluindo o irmão de Abedi.  

 

Ariana, que realizava um dos shows de sua turnê, The Dangerous Woman Tour, cancelou oficialmente todas as apresentações marcadas até o dia 5 de junho, que inclui o Reino Unido, Bélgica, Polônia, Alemanha e Suíça.

 

Na última terça-feira, 23, a cantora desembarcou em Boca Raton, na Flórida, cidade onde nasceu, visivelmente abatida. Lá, foi recebida pela família e pelo namorado, o rapper Mac Miller, e se dirigiu a casa de familiares que moram na cidade.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA