Liniker está de volta a BH com o show Remonta

A cantora Liniker leva o empoderamento da cena LGBT para o palco do Sesc em performance ao lado da banda Caramelows

por Cecília Emiliana 13/04/2017 08:12

Paulo Costa/Divulgação
Aos 21 anos, Liniker quer ocupar tudo: das ruas a programas de TV (foto: Paulo Costa/Divulgação)

Com sua voz grave, pincelada pela rouquidão de quem bebeu Elza Soares, Toni Tornado e todo o grito daqueles que representa, Liniker está de volta à Belo Horizonte. Desta vez, com o show Remonta, no Sesc Palladium, com a banda Caramelows.



A artista chega à cidade da maneira como lhe é peculiar: cantando versos que falam de amor, ao mesmo tempo em que "quebra tudo" no palco - incluindo padrões e estereótipos de gênero.

Com produção assinada por Márcio Arantes, o espetáculo traz no repertório as conhecidas faixas do EP Cru, como Zero, Caeu e Louise De Brésil, que ganharam nova roupagem. Inclui ainda canções do álbum Remonta, lançado em setembro do ano passado. Completam o setlist quatro músicas inéditas, como BoxOkê, gravada em parceria com rapper Tássia Reis, e Pra Ela - que Liniker compôs especialmente para sua mãe.

"Vai ser bafo!", anuncia a cantora, que certamente não é a mesma que a plateia mineira conheceu em março do ano passado, quando ela se apresentou no Music Hall. Como bem diria Chico Buarque: essa moça tá diferente. Se da última vez em que esteve em BH transitava por dois gêneros, sem se enquadrar como homem ou mulher, hoje faz questão de ser tratada no feminino. "Não é uma preferência de tratamento. É o que eu sou. Sempre gostei mais que me chamassem no feminino, estava entendendo como seria quando assumisse", explica a jovem paulista de Araraquara.

Liniker pontou ainda o impacto do trabalho da banda no empoderamento do público LGBT. “Acho que a representatividade é importante. Somos muito invisibilizados no nosso dia a dia. Por isso, temos que ocupar os lugares, os palcos, as ruas, os programa de TV”, afirma.

Após mais de 80 shows pelo Brasil, o grupo se prepara para embarcar em turnê internacional. A primeira parada é em Barcelona (Espanha), no Festival Primavera Sound. Em Agosto, a banda segue para Nova York. Um novo disco ainda não está nos planos do conjunto. “Antes, vamos lançar o vinil de Remonta”, conta a Liniker.

SERVIÇO

Quando: nesta sexta (14)

Onde: Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro)

Ingressos: 

Plateia, R$80 e R$40 (meia)

Plateia 2, R$70 e R$35 (meia)

Plateia 3, R$60 e R$30 (meia)

Aqui, vendas online

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA