Música de Zé Ramalho ganha letra inédita; cantor faz show em BH neste sábado

"Paraibeiro" é fruto da parceria do paraibano com dois mineiros

por Estado de Minas 01/04/2017 16:00
Divulgação
(foto: Divulgação)

Uma melodia composta há 40 anos por Zé Ramalho, 67, e Waldir Silva (1931 – 2013), ganhou letra inédita escrita pelo jornalista Raphael Vidigal, 28, no ano passado. Neste sábado, o cantor volta à capital pela primeira vez após a gravação da música, lançada em dezembro de 2016 no álbum "Waldir Silva em Letra & Música”, uma homenagem ao mestre do cavaquinho mineiro que conta com a participação de vários artistas da cena local, como Geraldo Vianna, Carla Villar, Acir Antão, Ana Cristina, Lucas Telles e Pereira da Viola.


A música em questão, “Paraibeiro”, foi interpretada no disco pela cantora Luana Aires, com o acompanhamento da banda “Toca de Tatu”. Ela surgiu justamente de uma brincadeira entre Zé, um paraibano, e Waldir, um mineiro. A junção das sílabas culminou na palavra “paraibeiro”, mistura de paraibano com mineiro. Os dois se conheceram nos estúdios da Polygram na década de 1970. Na época, inclusive, Ramalho gravou uma participação no disco de Waldir, recitando a música “Pelo vinho e pelo pão”, de sua autoria.

A melodia chegou às mãos de Raphael Vidigal pelo próprio Silva, que apresentou seu repertório autoral, todo instrumental, para que o jornalista colocasse as letras, em 2012. O resultado foi o álbum, que se tornou póstumo, e pode ser adquirido por meio do link: http://www.esquinamusical.com.br/cd-waldir-silva/

Ouça a música no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=akCnPX7Noq4

Paraibeiro

Melodia: Waldir Silva e Zé Ramalho

Letra: Raphael Vidigal

Na Paraíba um mineiro assim chegou

Usava botas carmesins e um terno azul

Sobre a cabeça o chapéu de um verde rum

No olhar cingia a esperança contra alguns

Sua barriga reclamava do jejum

Obstinado ignorava o próprio som

E caminhava como se fosse nenhum

Uma alma leve, a via sacra de Jesus

Abriu a pasta e cuidadoso retirou

O objeto delicado espiou

Os curiosos o cercaram, um a um

Na Paraíba um mineiro assim chegou

E o velho cavaquinho ele desafiou

Ele desavisou

Ele descosturou

Ele reinventou

Ele não se importou

Com essa magia

Ele trouxe à geração

A nova maneira

De tocar o coração

Era fama e moda na cidade onde aportou

Mas logo à sua terra regressou


Zé Ramalho e a banda Z se apresentam neste sábado no BH Hall. Como sempre, o repertório traz uma coleção de sucessos do paraibano – Avôhai, Frevo mulher, Admirável gado novo, Chão de giz, Beira-mar e Eternas ondas, entre outros –, além de releituras de canções de Raul Seixas, a quem Ramalho dedicou um disco. As inteiras para pista/arquibancada custam R$ 80, R$ 100 e R$ 120, dependendo do lote. Mesas de quatro lugares: R$ 600. O espaço fica na Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi. Informações: (31) 3209-8989.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA