Horace Parlan, pianista de jazz que superou deficiência, morre aos 86 anos

Pianista morreu em uma casa de repouso em Naestved, Dinamarca

por Correio Braziliense 02/03/2017 13:42
Reprodução/Internet
Pianista aprendeu a tocar por incentivo dos pais (foto: Reprodução/Internet)
 
O pianista de Jazz Horace Parlan, que superou o uso limitado de sua mão direita para desenvolver um estilo distinto morreu aos 86 anos em uma casa de repouso em Naestved, Dinamarca. A morte foi confirmada pelo estudioso de jazz dinamarquês Frank Buchmann-Moller. Parlan estava muito debilitado, tendo perdido a visão e uma série de doenças crônicas. 

Horace enfrentava a poliomielite desde os 5 anos e com o corpo praticamente paralisado do lado direito, foi encorajado por seus pais a tocar piano como forma de terapia. Com treino recuperou parcialmente o movimento de três dedos da mão direita, tendo aprendido a tocar vários acordes, o que o levou ao seu estilo idiossincrático, com a mão direita muitas vezes apontada para um ângulo agudo em direção ao teclado.

Seu estilo simplificado foi adaptado para o blues e jazz emergentes na década de 1950, tendo ganho renome ao trabalhar ao lado do saxofonista Sonny Stitt em meados da década de 1950 em Washington.

Horace era um pianista de hard bop e post-bop. Mais conhecido por suas contribuições aos clássicos de Charles Mingus, Mingus Ah Um e Blues & Roots.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA