Alceu Valença improvisa canção com codinomes dos delatados na Lava Jato; ouça

'No Brasil não podemos negar que até os corruptos têm senso apurado de humor', escreveu o cantor e compositor pelo Facebook

por Estado de Minas 13/12/2016 09:23
Facebook/Reprodução
Alceu Valença canta os codinomes dos delatados na Lava Jato. (foto: Facebook/Reprodução)
Alceu Valença decidiu fazer uma brincadeira com os apelidos dos primeiros delatados da Operação Lava Jato. Pelo Facebook, o cantor e compositor pernambucano improvisou a letra de uma pequena canção a partir dos codinomes apresentados pelo ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho. 
 
''Eu acabo de receber hoje uma mensagem falando os codinomes das pessoas que estão envolvidas nesses esquemas corruptos'', diz. ''E eles tem um 'nomezinho' que é de mentira'', continua, antes de começar a canção que cita Caju, Índio, Jovem, Todo Feio, Moleza Comuna, entre outros. 

Na publicação, Alceu Valença brincou que, ''no Brasil não podemos negar que até os corruptos têm senso apurado de humor''. E completou, dizendo que somente uma reforma salvaria o sistema Político. ''Não existe simpatia de milhões de empresas privadas com políticos. Tudo é $$$$$! A única saída é uma Reforma Política com constituinte exclusiva'', escreveu.  
 
Confira:
 
 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA