Mineiro Leonardo Fernandes vence prêmio da APCA como melhor ator de teatro

Associação Paulista de Críticos de Arte também reconheceu Rita Lee, Céu e Metá Metá como melhores de 2016

por Estado de Minas 01/12/2016 10:47

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/Reprodução
Rita Lee, Céu e Metá Metá vencem na categoria Música Popular da APCA. (foto: Facebook/Reprodução )
 
A APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) divulgou na noite da última quarta-feira, 30, os vencedores do Prêmio APCA, que elege as melhores produções de 2016. O mineiro Leonardo Fernandes foi premiado como melhor ator de teatro, por sua interpretação no monólogo Cachorro enterrado vivo

Rita Lee, que está afastada dos palcos desde 2012 e lançou uma autobiografia neste ano, levou o Grande Prêmio da Crítica. O prêmio celebra os mais de 50 anos de carreira da cantora, conhecida como a Rainha do Rock brasileiro, que acumula mais de 29 álbuns de estúdio em sua discografia com canções memoráveis como Ovelha negra, Lança perfume e Doce vampiro

A cantora e compositora Céu ficou com o prêmio Artista do Ano, vitória apoiada no sucesso de seu quarto álbum, Tropix, que ganhou o Grammy Latino de Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro e Melhor Engenharia de Gravação em 2016.  Celebrado pela crítica, o álbum mostra uma nova diretriz na sonoridade das músicas da artista, que já passou pelo samba, jazz e agora traz a sua marca para o synthpop experimental.  

Já o trio Metá Metá, de Juçara Marçal, Kiko Dinucci e Thiago França, ficou com a categoria Melhor Álbum, pelo disco MM3, terceiro de inéditas do grupo. Bastante celebrado pela crítica, o álbum é marcado pelo desprendimento. Segundo a banda, os três não pretendem gravar um disco perfeito. 
 
A Associação ainda escolheu a carioca Mahmundi como Revelação e a banda Baiana System como Melhor Show. 

Os disco póstumo do rapper Sabotage, Sabotage, ficou com o prêmio de Melhor Produção e Direção Artística, trabalho realizado por Rica Amabis, Daniel ''Ganjaman'' Takara e Tejo Damasceno. 

A categoria ainda prestou uma homenagem a Fernando Faro, morto no primeiro semestre deste ano, produtor de shows e programas de TV, como o Ensaios, da TV Cultura. 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA