Marcus Viana celebra seus trabalho em trilhas sonoras para TV e cinema

Cantor, compositor, arranjador e violinista mineiro convida três cantoras e a Transfônica Orkestra para um concerto no Teatro Bradesco

por Ana Clara Brant 18/11/2016 09:22

Tarcisio de Paula/DIVULGAÇÃO
Além de revisitar as trilhas sonoras com novos arranjos, o show traz um repertório inédito. (foto: Tarcisio de Paula/DIVULGAÇÃO)

Tudo começou com a novela Pantanal, em 1990. As belíssimas paisagens retratadas na trama de Benedito Ruy Barbosa, na extinta Rede Manchete, eram embaladas pelas criações do cantor, compositor, arranjador e violinista mineiro Marcus Viana. Depois desse grande sucesso, surgiram outras oportunidades para musicar produções, sobretudo na telinha, como A história de Ana Raio e Zé Trovão, A casa das sete mulheres, Chiquinha Gonzaga, Xica da Silva, O clone, Terra nostra e América.

Neste fim de semana, o público vai ter a oportunidade de conferir as composições criadas por Viana para essas tramas em duas apresentações no Teatro Bradesco. Além de revisitar essas trilhas sonoras com novos arranjos, o show traz um repertório inédito. ''Vamos aproveitar para celebrar alguns momentos importantes, como os 15 anos de O clone, os 25 anos de Pantanal e ainda o lançamento do novo DVD do Sagrado Coração da Terra, com participações bem especiais'', diz o músico.

 


O evento, batizado de Trilhas sonoras em concerto, marca a volta de Marcus Viana aos palcos de Belo Horizonte depois de dois anos longe dele – a última vez que se apresentou na capital mineira foi em dezembro de 2014. ''Por incrível que pareça, não me apresento muito aqui. Por isso vou aproveitar essas apresentações num teatro maravilhoso, em que nunca toquei, para celebrar várias coisas'', diz.

CONVIDADAS

 

O artista estará acompanhado de uma nova formação acústica da Transfônica Orkestra, incluindo a participação de um quinteto de cordas com músicos da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. As solistas Raya Hilal (cantora franco-libanesa), Gabi Drumond (cantora, compositora e pianista) e Lulia Dib (cantora de mantras em sânscrito) também são algumas das convidadas. ''As três são artistas fantásticas. A Raya foi uma descoberta. Gosto muito de música oriental e acabei chegando até ela, que mora em Ouro Branco. Ela vai interpretar em árabe a abertura de O clone, Sob o sol, acompanhada pela Transfônica, e também fará a estreia mundial da versão do Pai-nosso árabe”, revela.

Já Lulia soltará a voz em No veleiro da vida (Sailing life) e em mantras cantados em sânscrito, parte de um trabalho que Viana está desenvolvendo. Gabi Drumond vai interpretar Sete vidas (A casa das sete mulheres) e Iluminar, tema do filme Olga. ''Os arranjos estão cinematográficos. Vamos fazer uma viagem pelo tempo através das novelas e dos filmes'', promete.

Marcus Viana – Trilhas sonoras em concerto
Hoje e amanhã, às 21h30, no Teatro Bradesco (Rua da Bahia, 2.244, Lourdes, (31) 3516-1360)
Ingressos: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Classificação: livre. Mais informações: www.compreingressos.com e teatrobradescobh.com.br

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA