Irmãs Simone e Simaria prometem balançar coração do público mineiro com show hoje no Mega Space

Elas serão as anfitriãs de mais uma festa do Bloco Pirraça

por Cecília Emiliana 15/10/2016 09:23

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Bloco Pirraça/Divulgação
Simone e Simaria acabam de voltar de bem-sucedida turnê em cidades europeias (foto: Bloco Pirraça/Divulgação )
O estoque de Rivotril deve estar quase zerado nas farmácias da Região Metropolitana de Belo Horizonte. É hoje, afinal, o dia D da sofrência em Santa Luzia, anfitriã de mais uma festa do Bloco Pirraça, que tem entre suas principais atrações nada menos que elas, as suzeranas da dor de cotovelo, herdeiras do vale de lágrimas dos apaixonados, afrodites do pé na bunda: Simone e Simaria.

À dose generosa de calmante, os curtidores de fossa que planejam comparecer ao evento - sediado no Mega Space - podem caprichar também nos outros itens do kit chororô, como lenços (para enxugar os olhos) e água (para evitar desidratação pós-pranto). A dupla nascida no pequeno município de Uibaí (BA) promete não economizar no trinado caprino para embalar o público mineiro. “Vamos jogar duro!”, garante Simone, que veio a Minas pela primeira vez com a irmã no Villa Mix, festival do modão que reuniu 35 mil pessoas em abril deste ano em BH. “Somos baianas e temos sangue baiano na veia! Então você imagina o que são duas baianas com espírito sertanejo! E nós amamos a mineirada, vai ser incrível!”, sustenta a moça de sotaque “arretado”, bem típico do nordeste.

Tamanho entusiasmo não parece ter origem somente na expectativa de cantar por essas bandas do Sudeste. Deixa entrever a satisfação de quem acabou de voltar de uma turnê pelos Estados Unidos e Europa e, por lá, também encontrou casa cheia e plateia animada. “Passamos pelas cidades de Amsterdã, Lisboa, Zurick e Londres. Foi maravilhoso. A gente mal podia acreditar no público dos shows, sempre lotados. Em um deles, três jogadores da seleção brasileira foram nos prestigiar, Roberto Firmino, Filipe Luís e Oscar”, conta Simone em êxtase.

Extasiada também fica Simaria ao falar da receptividade que encontrou no tão masculino universo do estilo sertanejo, no qual desembarcou com a “coleguinha” (é assim que elas se denominam nos palcos) ainda na infância, mas estourou nacionalmente há cerca de 2 anos. “Fomos recebidas com muito carinho desde o início. Jorge e Matheus e Gusttavo Lima, por exemplo, gravavam vídeos pra nós dizendo: “Olha só o que estamos escutando agora!”. Era a nossa música”.

SUTIÃ A devoção dos fãs às sertanejas deixa alguma coisa a desejar em relação ao tradicional culto aos patriarcas do modão? Nem de longe, garantem as artistas. “Oitenta porcento do nosso público é feminino e a mulherada desmaia, se joga em cima da gente mesmo. O assédio e o carinho do público são iguaizinhos aos que rolam nos shows dos nossos colegas. Você tem que ver! Tem fã chorando, calcinha, sutiã e cueca jogados no palco”, descreve Simaria. “Como nós somos baixinhas, as vezes fica até difícil de segurar a galera. E no caso delas, não é que o público é homossexual, é carinho de fã mesmo, amor! Mas as fãs que são homossexuais a gente ama, pega no colo e trata bem do mesmo jeito, aqui não tem preconceito não! Gay, hétero, preto, branco, homem, mulher, pra nós não tem diferença!”, completa Simone.

De riso fácil e conversa entremeada de gargalhadas - certamente turbinadas pelo acúmulo de mais de 330 milhões de visualizações no canal da dupla no Youtube e outros tantos milhões não revelados na conta bancária - Simone e Simaria só demonstram algum incômodo quando a conversa lhes parece insinuar que elas não tem um estilo próprio. Nem foi essa, contudo, a intenção da reportagem quando fez a seguinte pergunta às irmãs: “quais são as principais referências musicais de vocês?”. Simaria citou Celine Dion, Jorge e Matheus e Bruno e Morrone, pontuando logo em seguida: “Mas a gente não copia, nem mistura esses estilos no nosso não. O que a gente faz é criação nossa, original”. Já Simone, se declarou fã de Michael Jackson, para ressaltar imediatamente depois: “Mas o que eu faço é minha essência, não copio ninguém”.

AO VIVO

Depois do sucesso de Bar das Coleguinhas as baianas preparam o lançamento de um novo trabalho em 24 de outubro. Intitulado Simone e Simaria live, o disco foi gravado ao vivo em Goiânia e traz no set list sucessos atuais - como Meu violão e o nosso cachorro, 126 cabides, Quando o mel é bom e Não vou mais atrás de você; além de faixas inéditas, como Duvido você tomar uma. “Está muito bacana o DVD. Tem participações de Bruno e Marrone, Jorge e Matheus, só gente boa!”, anuncia Simone. 

FESTA DO BLOCO PIRRAÇA

Mega Space. Av. das Indústrias, 3.000, Santa Luzia. Hoje, a partir das 15h. Pista: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia). Espaço Pirraça: R$ 140. Camarote a partir de R$ 200 (fem) e R$ 230 (masc).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA