Belo Horizonte recebe Jazz Festival Brasil - Tributos às Orchestras nesta quarta (28)

Bandas Mark Lambert & Radio Swing Orchestra e Big Time Orchestra estão entre as atrações que se apresentam no Teatro Bradesco

por Estado de Minas 28/09/2016 10:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Alexandre Moreira/Divulgação
Mark Lambert & Radio Swing Orchestra abrem o Festival logo mais (foto: Alexandre Moreira/Divulgação)
Hoje à noite acontece no Teatro Bradesco o Jazz Festival Brasil – Tributos às Orchestras. O evento está na 15ª edição e pretende levar o público ao universo das bigs bands.


Nomes como Cole Porter, Luis Prima, Otis Redding, Louis Armstrong e The Platters são lembrados pelas duas atrações escolhidas pela curadoria do Jazz Festival Brasil. A primeira a se apresentar é a Mark Lambert & Radio Swing Orchestra, seguida da Big Time Orchestra.


Desde a primeira edição, o Jazz Festival Brasil participa e apoia causas socialmente responsáveis. Nesta edição, os alunos dos projetos musicais do Espaço Criança Esperança serão convidados da organização. Eles terão a oportunidade de assistir ao evento em local privilegiado e, depois, participar de um bate-papo com os artistas no camarim.
 

Mark Lambert & Radio Swing Orchestra
O guitarrista, baixista e arranjador norte-americano Mark Lambert começou sua carreira bem cedo e pode experimentar o gosto do sucesso ao tocar, nos anos 1980 com a imortal banda Rennaissance.

 

Mark também produziu a carreira de Astrud Gilberto que havia chegado recentemente aos Estados Unidos. Esteve com a banda de Astrud, como guitarrista e produtor musical, por quase uma década e seguiu na sequência para um trabalho com a alemã, radicada em Nova Iorque Ute Lenten, com quem permaneceu por uma década rodando os Estados Unidos, Europa e Japão.
 
Depois dessas experiências Mark passou a se dedicar ao jazz aprimorando ainda mais suas habilidades e mantendo suas performances com os grandes nomes do gênero. O passo que faltava era constituir com grandes nomes internacionais a sua própria banda. Mark Lambert Jazz Band.

 

Em sequência, ele montou a sua Radio Swing Orchestra. A Banda é “filha” do Jump Swing, fusão entre Jazz e Rhythm & Blues, popularizado nos anos após a Segunda Guerra Mundial por Louis Jordan, Ray Charles e Louis Prima.

 

O gênero une a espontaneidade do jazz improvisado com os rítmos dançantes de R&B.

Gustavo Favoreto/Divulgação
Big Time Orchestra, de Curitiba, é considerada uma das principais big bands do país (foto: Gustavo Favoreto/Divulgação)
            
Big Time Orchestra
Com uma trajetória de shows pelo Brasil e América do Sul, além de turnês no Japão e Estados Unidos, a curitibana Big Time Orchestra é considerada uma das principais big bands do país.
 
A banda, que comemora no final de 2016, 11 anos de carreira, lançará seu sexto CD e terceiro DVD, com lançamento em todo país no final de 2016.

 

Com um repertório rico, que apresenta releituras de clássicos internacionais, o show tem na irreverência e descontração dos músicos sua marca registrada. Ray Charles, Brian Setzer, Frank Sinatra entre outros.


A Big Time Orchestra fará um show especial para o Jazz Festival de Belo Horizonte, resgatando sua veia do swing jazz, soul e pitadas de jazz tradicional de New Orleans.
 

Jazz Festival Brasil –Tributo às Orchestras
Hoje, às 20h, no Teatro Bradesco (Rua da Bahia, 2.244, Lourdes)

Ingressos:  R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Venda de ingressos: na bilheteria do teatro e no site: www.compreingressos.com
Informações: (31) 3516-1360
Classificação etária: livre

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA