Biógrafa de David Bowie afirma que o cantor optou por suicídio assistido

Em entrevista à rádio BBC, Lesley-Ann Jones afirmou: ''Ele construiu sua despedida''

por Estado de Minas 21/09/2016 17:32

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
Para biógrafa, David Bowie orquestrou a própria morte. (foto: YouTube/Reprodução)
 
Um novo capítulo foi adicionado à morte de David Bowie. Em entrevista à rádio britânica BBC, uma biógrafa do cantor afirmou que a lenda do rock optou pelo suicídio assistido após uma longa batalha contra o câncer. 

De acordo com Lesley-Ann Jones, Bowie orquestrou sua própria morte. ''Já conversei com várias pessoas que sugeriram que a morte dele foi resultado de suicídio assistido. Tenho certeza de que ele não envolveu familiares e amigos para que eles ficassem protegidos'', declarou a biógrafa. 

 
David Bowie morreu no dia 10 janeiro de 2016. Quatro dias antes da morte, o cantor lançou um sombrio vídeo para a música Lazarus, no qual ele parece encenar sua saída de cena. Na letra da música, Bowie canta: ''Olhe aqui, eu estou no céu. Eu tenho cicatrizes que não podem ser vistas''.

No dia 8 de janeiro, aniversário do cantor, foi lançado o álbum Blackstar. Após a morte, o trabalho passou a ser lido como uma despedida aos fãs. 

Segundo Lesley-Ann, Bowie ''construiu a sua despedida. Foram duas músicas lançadas em poucos dias [Blackstar e Lazarus] e logo depois um de seu trabalhos mais importantes no dia do aniversário dele [Blackstar, 2016]. Aí dois dias depois ele morre. Eu não consigo ver tudo isso como coincidência''. 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA