Maestro John Neschling é afastado do Teatro Municipal de São Paulo

Regente, que recebia R$ 150 mil mensais, é acusado de participar de esquema de corrupção que desviou R$ 15 milhões. Em comunicado, ele nega tudo

por Redação EM Cultura 05/09/2016 18:42

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Andre Conti/Divulgação
(foto: Andre Conti/Divulgação)

O Instituto Brasileiro de Gestão Cultural (IBGC) afastou nesta segunda-feira, 5, o maestro John Neschling da direção artística do Teatro Municipal.

 

Três órgãos da administração municipal estavam mobilizados para suspender o contrato do maestro, que ganhava R$ 150 mil mensais.

Ele é investigado pelo Ministério Público Estadual por suspeita de participação em um esquema de corrupção que desviou pelo menos R$ 15 milhões da Fundação Theatro Municipal.

 

Em comunicado enviado à imprensa, Neschling negou as acusações.

 

"Mantenho-me com altivez, de cabeça erguida. Não participei de nenhum esquema, de nenhum tipo de falcatrua. Reitero a minha inocência. Sempre julguei que aquele que é inocente deve permanecer onde está para aguardar com tranquilidade a investigação em todos os âmbitos. Meu compromisso é com a verdade e com o meu público e permanecer no Theatro é a melhor forma de ser fiel aos meus compromissos."

 

Também são investigados por suspeita de participação no esquema o ex-diretor da Fundação Jorge Luiz Herência; o ex-diretor do Instituto Brasileiro de Gestão Cultural (IBGC) - organização social contratada para cuidar da gestão do Municipal -, William Nacked; e o secretário de Comunicação Social da Prefeitura, Nunzio Briguglio Filho.

Herência e Nacked confessaram os crimes e firmaram acordo de delação premiada com o Ministério Público. Bruguglio nega as acusações.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA