Prince passou mal e perdeu a consciência durante um voo dias antes de morrer

Episódio forçou um pouso não previsto para que o artista fosse levado a um hospital

por AFP 22/06/2016 11:57

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/KEVIN WINTER
Judith Hill, que trabalhou com Prince nos últimos dois anos, afirmou que o cantor ficou com "olhar fixo" antes de perder a consciência (foto: AFP/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/KEVIN WINTER)

Prince perdeu repentinamente a consciência durante uma refeição em um voo no qual retornava para casa após um show, de acordo com o primeiro testemunho público sobre a crise de saúde do ícone da música pop seis dias antes de sua morte.

O episódio, que aconteceu no dia 15 de abril, forçou um pouso não previsto para que o artista fosse levado a um hospital.

Judith Hill, que trabalhou com Prince nos últimos dois anos, afirmou em uma entrevista ao jornal New York Times que ambos conversavam durante um jantar no voo entre Atlanta e Minneapolis.

Hill, de 32 anos, viu como "seus olhos ficaram fixos" antes de perder a consciência, pouco depois de uma da manhã. "Felizmente, eu estava olhando para seu rosto", disse, ao explicar que percebeu que Prince estava inconsciente, e não dormindo.

Hill e Kirk Johnson, assessor e amigo do cantor, o único outro passageiro no voo, tentaram reanimar, sem sucesso, Prince, que tinha 57 anos. Os dois alertaram o piloto, que se comunicou com a torre de controle de Chicago para notificar a situação. "Sabíamos que era questão de tempo, que deveríamos retirá-lo do avião", disse Hill ao jornal. "Não tínhamos nada a bordo que pudesse ajudá-lo".

O avião pousou em Moline, Illinois, e uma ambulância já estava na pista. Prince foi reanimado com uma injeção de Narcan, um medicamento utilizado para tratar overdoses com opiáceos, segundo o jornal. O artista foi levado para um hospital, no qual permaneceu internado por várias horas.

Publicamente, Prince atribuiu o pouso de emergência a uma gripe. Apesar de uma resistência inicial a procurar ajuda depois do susto, Prince se submeteu a exames clínicos com um médico local e entrou em contato com um especialista da Califórnia, afirma o NYT.

"Ele fez isto porque estava preocupado e queria fazer a coisa certa para seu próprio corpo. E isto é o que parte meu coração, porque ele estava tentando. Estava tentando", disse Hill.

Prince foi encontrado morto em 21 de abril em sua mansão de Paisley Park. Sua morte foi classificada como uma overdose acidental com fentanyl, um poderoso opiáceo utilizado para tratar dores severas.

O artista havia passado por uma cirurgia no quadril em 2010. No entanto, parecia saudável e era conhecido pelos show de várias horas.

Hill disse que apesar da relação próxima com Prince, ela não tinha ideia das dores que o artista sofria e considerou as circunstâncias de sua morte como "muito chocantes".

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA