Rolling Stones proíbe Donald Trump de usar suas músicas em campanha eleitoral nos EUA

Banda pede que candidato 'deixe de fazê-lo imediatamente'. Outros artistas já fizeram o mesmo, como Neil Young, Adele, R.E.M. e Everlast

por AFP 05/05/2016 09:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

AFP / YAMIL LAGE
O cantor Mick Jagger, à frente do grupo Rolling Stones, durante apresentação em Cuba, em março (foto: AFP / YAMIL LAGE )
O grupo Rolling Stones se uniu à lista de artistas e grupos que exigem que o magnata americano Donald Trump, provável candidato republicano à presidência, não utilize suas canções na campanha eleitoral.

'The Rolling Stones nunca deu permissão à campanha de Trump para usar sua música e pediu que deixe de fazê-lo imediatamente', afirma a banda britânica em um comunicado. Trump usou as músicas "You Can't Always Get What You Want" e "Start Me Up" em vários atos de campanha.

 

O rapper Everlast já exigiu que Trump não utilize a canção "Jump Around", de seu antigo grupo House of Pain. Neil Young, R.E.M. e Adele também expressaram oposição ao uso de suas músicas pela campanha de Trump.

Depois que Ted Cruz e John Kasich abandonaram a disputa republicana, o polêmico Trump é o único candidato do partido para as eleições presidenciais de novembro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA