Sony compra parte de Michael Jackson em empresa de catálogos musicais

Companhia desembolsou US$ 750 milhões para obter as ações dos herdeiros do astro

por Estado de Minas 15/03/2016 12:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
A Sony Corp desembolsou US$ 750 milhões para obter as ações dos herdeiros de Michael Jackson (1958-2009) na empresa Sony/ATV Music Publishing, empresa que administra direitos autorais de artistas como os Beatles e Bob Dylan.

A companhia surgiu em 1995 após fusão da ATV Music Publishing —administradora do catálogo musical dos Beatles adquirida por Jackson em 1985, por US$ 47,5 milhões— com a gigante japonesa. Atualmente, detém mais de 3 milhões de canções em seu catálogo musical.
Michael Jackson/Divulgação
Astro morto em 2009 ainda é um dos artistas mais tocados ainda (foto: Michael Jackson/Divulgação)

O acordo foi anunciado na segunda (14), segundo o jornal americano Los Angeles Times. Ele dá fim a uma negociação que começou no segundo semestre de 2015, quando a Sony executou a cláusula da parceria que permite a compra de uma das partes pela outra.

A princípio, os administradores do patrimônio de Jackson, John Branca e John McClain, tentaram adquirir as ações da Sony com a ajuda de novos sócios, mas cederam à oferta da empresa japonesa. A compra ainda carece de aprovação das agências reguladoras e deve ser concluída no fim deste ano.

Mesmo sem a ATV Music Publishing, os herdeiros de Michael Jackson ainda atuam na indústria musical, detendo 10% das ações da EMI Music Publishing, outra empresa gerenciadora de direitos autorais, e as músicas compostas pelo finado rei do pop.

Segundo o diretor-executivo da Sony Entertainment, a compra das ações dará mais liberdade à companhia para tentar se adaptar às rápidas mudanças do atual cenário musical.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA