Maroon 5 se apresenta nesta sexta na Esplanada do Mineirão

Com 25 mil ingressos esgotados desde agosto do ano passado a banda californiana faz segundo show da turnê 'V' no Brasil

por Pedro Galvão 11/03/2016 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
TOM MÜLLER/DIVULGAÇÃO T4F
Adam Levine, vocalista do Maroon 5, durante apresentação da banda anteontem, em Porto Alegre, a primeira da etapa brasileira da turnê do grupo (foto: TOM MÜLLER/DIVULGAÇÃO T4F)
A Esplanada do Mineirão recebe nesta sexta-feira um dos mais significativos nomes da música pop mundial na atualidade. Com 14 anos de estrada, cinco discos lançados, milhões de cópias vendidas, algumas dezenas de prêmios, como Grammy, MTV e Billboard Awards, e uma porção de hits que pipocam pelas rádios, trilhas de novelas, filmes, academias e casamentos, os californianos do Maroon 5 desembarcam em BH para dar sequência à etapa sul-americana da turnê que já passou pelos cinco continentes, quase sempre com sucesso absoluto de público. Na capital mineira não será diferente. Os 25 mil ingressos disponíveis se esgotaram logo nas primeiras 24 horas de venda on-line, em agosto do ano passado.

Maroon 5 é daquelas bandas que você provavelmente já ouviu, mesmo sem saber. Moves like Jagger, lançada em 2010, chegou a ser a segunda música mais vendida na internet em todo o mundo neste século, segundo a IFPI (Federação Internacional da Indústria Fonográfica). Outros hits, como This love e Makes me wonder, já figuraram entre as canções mais tocadas no planeta, de acordo com rankings especializados, como o da Billboard.

Se eles ainda não têm – e talvez nunca venham a ter – a relevância histórica de alguns nomes internacionais que também se apresentaram na Pampulha nos últimos anos, como Paul McCartney, Elton John, Pearl Jam e Black Sabbath, há fatores de sobra que colaboram para o sucesso atual do grupo.

Musicalmente, a fórmula utilizada pelo quinteto norte-americano favorece o acesso às massas. A mistura das baladas melódicas do pop rock com o balanço dançante do R&B contemporâneo criou uma sonoridade amistosa e agradável para uma grande quantidade de ouvidos, principalmente entre os jovens. Além disso, as letras sobre amor, com refrões fáceis, grudentos e cantaroláveis até para quem não tem nenhuma intimidade com o inglês, tornam o produto quase perfeito para a indústria fonográfica.

Não são só as canções de sucesso que justificam o fenômeno pop mundial que é o Maroon 5. Eles são mais músicos que uma simples “boy band’’ e mais consumíveis e desejáveis pelas adolescentes que outras bandas de rock. Além de exibir carisma e estilo de “bom moço’’, o vocalista Adam Levine potencializou seu sucesso nos últimos anos por ser jurado do reality show The voice na TV americana. O polivalente popstar de quase 37 anos ainda atuou no seriado American horror story e na comédia romântica Mesmo se nada der certo.

EUGENIO GURGEL/ESP/EM/D.A.PRESS
O primeiro show do Maroon 5 na capital mineira foi em 2008 (foto: EUGENIO GURGEL/ESP/EM/D.A.PRESS)
Para explorar ao máximo seu potencial audiovisual, o grupo capricha bastante na produção de seus videoclipes. Quando não exibem sensualmente os corpos dos próprios integrantes e os de atrizes convidadas ou contam com a presença de ilustres vozes convidadas (como a de Christina Aguilera em Moves like Jagger), eles miram a emoção do público de outra forma.

Lançado em 2015, o vídeo de Sugar, sucesso do último álbum, bateu a marca de 1 bilhão de visualizações no YouTube. Tudo porque o clipe foi gravado em alguns casamentos que tinham o próprio Maroon 5 como atração-surpresa para uma noiva anônima. Apesar do sucesso, muita gente questionou a honestidade do vídeo nas redes sociais, assim que foi descoberta a presença de uma atriz entre as noivas.
 

Bis em BH

 

O Maroon 5 esteve em Minas anteriormente uma única vez, em 2008, quando se apresentou na edição de despedida do festival Pop Rock Brasil, realizada no Mega Space, em Santa Luzia. De lá para cá, o grupo lançou mais três álbuns de estúdio. O mais recente deles, de 2014, é o quinto da discografia da banda e por isso foi intitulado V. A turnê mundial de divulgação está em curso desde fevereiro de 2015 e já passou por outros 23 países, sendo assistida por mais de 1,2 milhão de pessoas nas 72 apresentações até aqui e arrecadando uma quantia superior a US$ 72 milhões.

Nos últimos dias, o grupo tocou em Bogotá (Colômbia), Buenos Aires (Argentina),  Santiago (Chile) e em Porto Alegre, anteontem, abrindo a etapa brasileira da turnê.  As apresentações têm sido elogiadas pela crítica. O público da capital mineira pode esperar um repertório com todos os principais hits da banda. Ao longo da turnê, o set-list tem tido entre 16 e 19 canções. Depois de BH, a banda segue para Salvador, Fortaleza, São Paulo e Rio de Janeiro, antes de cumprir mais uma etapa na Europa e outra nos Estados Unidos.

 

REPRODUÇÃO FACEBOOK
A fã Júlia Gerçossimo, que pretende chegar à Esplanada do Mineirão às 7hpara o show das 22h (foto: REPRODUÇÃO FACEBOOK)
Paixão tatuada na pele


Até onde a paixão pelos ídolos pode ir? Para a belo-horizontina Júlia Gerçossimo, de 21 anos, encarar a multidão de 25 mil pessoas aos seis meses de gravidez não é o limite, mas o mínimo que ela está disposta pelo Maroon 5. “O que eu mais queria era chegar perto deles, conseguir uma foto ou um autógrafo, eu faria qualquer coisa’’, conta a estudante de letras, que não viu na gestação um empecilho para ver sua banda predileta pela primeira vez, esta noite, na Esplanada do Mineirão.

Para garantir um bom lugar, Júlia pretende estar no local do show às 7h, nove horas antes da abertura dos portões e 15 horas antes do horário previsto para o início do show. “Meu obstetra só falou para eu assentar em vez de esperar em pé’’, conta a fã, que se apaixonou pelo grupo californiano em 2002, aos 7 anos, quando ouviu She will be loved, do álbum Songs about Jane, o primeiro da banda.

A identificação da jovem com a canção é tão grande que ela até tatuou o refrão nas costas. ‘’Além de ter sido a música que me fez me apaixonar pelo Maroon 5, foi a canção que meu pai, que é músico, tocou para mim no piano quando ele voltou do exterior, depois de sofrer com uma depressão. Foi a certeza que tive de que ele tinha se recuperado’’, explica a futura mãe, que espera ouvir a música hoje à noite.

Para a sorte de Júlia, She will be loved figurou no set-list das últimas apresentações da turnê, inclusive do show em Porto Alegre, anteontem. Muito satisfeita por ter conseguido o ingresso depois de longa espera na fila virtual, ela lamenta apenas o repertório enxuto que a banda deve apresentar: “Só estou meio decepcionada com a quantidade de músicas, acho 16 pouquíssimo! Mas a banda é assim mesmo, eles não costumam tocar muito”. Apesar da ressalva, Júlia mantém a expectativa totalmente positiva para o show de sua vida: “Tenho certeza de que vai ser um show maravilhoso, porque além de talentosos, são carismáticos e interagem muito com os fãs’’, avalia.


Turnê Maroon V em Belo Horizonte
Abertura: Dashboard Confessional. Na Esplanada do Mineirão (Av. Antônio Abrahão Caram, 1.001, Pampulha), às 22h. Abertura dos portões: 16h. Ingressos: R$ 160 a R$ 650 (esgotados). Classificação etária: de 10 a 13 anos só é permitida a entrada acompanhado de um responsável. A partir de 14 anos é permitida a entrada desacompanhado.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA