Saiba o que Naná Vasconcelos fez no palco quando acabou a luz

Músico Márcio Faraco lembrou história inusitada do percussionista em show no Rio de Janeiro

09/03/2016 16:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

TV Brasil/Divulgação
''DJs, luzes, raios laser e o Naná como convidado especial'', relembrou Faraco (foto: TV Brasil/Divulgação)
Como lidar com o imprevisto no meio de uma apresentação? Se era “apenas” a falta de energia elétrica, o percussionista Naná Vasconcelos tirava de letra. Ao relembrar um caso inusitado, o cantor e produtor Márcio Faraco fez uma homenagem singular ao eterno percussionista.

Em seu perfil no Facebook, Faraco contou a história de um show de música eletrônica no Rio de Janeiro que contou com a participação de Naná. “DJs, luzes, raios laser e o Naná como convidado especial. No meio da apresentação, aconteceu o que ninguém esperava, faltou luz. Tudo parou, menos o Naná com seu berimbau”, escreveu Faraco.

Segundo o músico, Naná não precisava de energia elétrica, era a essência da música brasileira. “A impressão que fica para sempre, o perfume dos discos”, completou. Faraco lembrou das performances do pernambucano em Meu veneno (Milton Nascimento/Ferreira Gullar) e em Are you going with me? (Pat Metheny/Lyle Mays). “Ele murmurava ao fundo: ‘Ah meu amor, eu te quero tanto. Demais, demais. Você é linda. Demais, demais”.

Naná Vasconcelos morreu às 7h39 da manhã desta quarta, 9, após mais de uma semana internado. O músico tratava um câncer de pulmão desde 2015, quando chegou a se submeter a sessões de quimioterapia. Na época, Naná enfrentou a situação com bom humor, e gravou vídeo com poesia. O sepultamento foi confirmado para o cemitério de Santo Amaro, às 10h desta quinta-feira, 10.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA