Tá tranquilo, tá favorável: cinco coisas que você não sabia sobre MC Bin Laden

Só uma axila depilada, fã de caixa d'água no cenário, comprometido e evangélico. Entrevistamos Jefferson Christian e sim: ele é tranquilo, é favorável

por Correio Braziliense 08/02/2016 11:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução/Facebook
(foto: Reprodução/Facebook)

Nascido Jefferson Christian dos Santos Lima, em uma família humilde na zona leste de São Paulo, hoje MC Bin Laden faz sucesso com a música-chiclete "Tá tranquilo, tá favorável". O clipe não tem nenhum efeito visual, garotas seminuas ou carros tunados, apenas o rapaz e com amigos na praia e uma coreografia de hang-loose – o famoso sinal do Ronaldinho. O funkeiro já comemora: o vídeo tem 11,6 milhões de visualizações.

O rapaz de 22 anos canta funk há oito. Teve uma época que parou com as rimas para trabalhar “sério” como vendedor de sapatos na Rua 25 de Março, em São Paulo, mas mesmo lá não parou com as rimas.

"Um dia, senti no coração. Falei pra minha namorada que ia voltar a cantar e vim pra produtora. Passou um ano e graças a Deus estourou a 'Bololo haha'. Agora, 'Tá tranquilo, tá favorável'", lembra o rapaz. As palavras que serviram de mote à música são tanto pra "curtir, zoar" com os amigos e dar recado para os "recalcados": "A gente tá forte, tá tudo favorável".

Com o dinheiro do primeiro hit “Bololo haha”, Bin Laden (ou BinBin, como é chamado por amigos) comprou casa própria na Zona Sul de São Paulo. Hoje, a Igreja ajuda ele a manter os pés no chão e ser grato, mas não o impede de sonhar com dar uma festa para os amigos em um jatinho particular, sonho de ostentação suprema.

Veja abaixo cinco curiosidades do novo rei do funk (ou do nonsense).

1) Ele já foi vendedor de sapatos na 25 de março
Antes de as coisas ficarem tranquilas e favoráveis, Bin Laden trabalhava no centro de São Paulo, em uma loja de sapatos. Entre uma venda e outra, não parava com a rimas. Se ele sente saudades? "Não sinto muito não, mas lá aprendi a dar valor ao que eu tenho hoje".

2) Uma axila depilada e a outra não

Quem já viu o clipe de 'Tá tranquilo, tá favorável', certamente reparou na parte que a câmera fecha no peitoral de Bin Laden e ele dá uma olhada nas axilas. A imagem mostra uma depilada e a outra, não. A verdade é que, como a maioria das coisas nos clipes dele, não há motivo algum. "Fiz de improviso, porque achei engraçado na hora, a gente faz as coisas pra rir mesmo", conta.

A lógica foi a mesma quando saiu de uma caixa d’água em outro clipe: não tem lógica, mas as pessoas riem. "Todo mundo acha graça, porque é espontâneo, e é isso que eu faço", explica o rapaz. O cabelo preto e branco, as sobrancelhas cortadas são sua marca assinada.

3) Bin Laden é evangélico
O funkeiro agradece a Deus por tudo que conquistou até hoje: desde as milhões de visualizações no YouTube até a casinha na Zona Sul paulistana. Bin Laden reconhece todo esforço que teve, mas confessa que a religião "ajuda muito no dia a dia".

"Gosto muito de ir à Igreja, sou apegado. Ajuda no meu caminho, para que eu mantenha os pés no chão", explica o rapaz. Ele conta que, na casa de Deus, não tem problema ter funkeiro. "Deus aceita todo mundo, ele perdoa. E o pessoal da igreja entende meu trabalho. Nunca vi proibirem ninguém de ouvir a Palavra", conta Bin Laden. Inclusive, é um dos lugares que esbarra com o amigo de religião e carreira, ex-colega de produtora, MC Brinquedo.

4) Jefferson é moço comprometido
O papo de mulheres, festa e drogas é só para a música mesmo. Bin Laden confessa que já gostou de baile de favela, mas hoje fica só na lembrança. Ele namora Mariele há quatro anos e fala muito dela durante toda a entrevista. “A gente não vê a hora de casar, de entrar junto na igreja. Antigamente, ela tinha muito ciúme [das fãs]. Hoje ela conversa, me orienta. Tenho planos para casar em breve”, conta.

5) Bin Laden tem grupo de WhatsApp com os fãs
O funkeiro diz que é muito reconhecido por onde vai, que a fama aumenta o assédio, mas ele se dá muito bem com tudo isso. Segundo conta, adora estar em contato com os fãs e, inclusive, tem grupos de WhatsApp com eles.

"Acaba que o [meu] número de celular vaza, mas não tem problema não. Tenho vários grupos de fãs. Glória a Deus, tudo eu dou valor. Sempre tento respondê-los, dar um boa noite, boa tarde", diz. Ou seja, se você quiser muito bater um papo com Bin Laden, é só pedir pra entrar em um dos grupos, como o "Irakianos", "Tá tranquilo, tá favorável", "Madames do crime" ou "Jefferson Christian".

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA