Julgamento que decidirá futuro da carreira de Kesha é adiado

Cantora briga com o produtor, Dr. Luke, acusado por ela de abuso sexual

por Correio Braziliense 27/01/2016 11:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

 Kesha/Divulgação
Decisão foi adiada devido ao mau tempo (foto: Kesha/Divulgação)
Kesha utilizou as redes sociais para dar uma notícia não muito boa aos fãs que aguardam o dia decisivo na sua carreira, no qual ela terá a resposta do tribunal sobre a liminar que pediu para lançar canções inéditas sem Dr. Luke ou a gravadora Sony. A cantora informou que a data do julgamento foi adiada para 19 de fevereiro, devido às más condições de tempo em Nova York, que impossibilitaram a ida de alguém envolvido que precisaria comparecer ao tribunal. Não foi informado qual pessoa não poderia estar no local nesta terça-feira, ela, Luke ou os advogados.

A cantora abriu um processo contra o produtor em 2014 alegando tortura psicológica e abuso sexual. Devido a contratos firmados em 2005, Kesha não pode lançar nada sem a autorização ou averiguação do produtor, um dos profissionais que impulsionaram sua carreira. De acordo com os papéis assinados, ela deve fazer mais três discos com ele. No entanto, a artista se nega a aceitar os termos do contrato depois dos acontecimentos que alega na justiça.

Para avisar aos fãs sobre a mudança de data, Kesha publicou no Twitter uma foto de um coração feito de caneta para agradecer as mensagens de apoio que vem recebendo durante esses dias. Ela pediu orações na semana passada, para que tudo desse certo durante os problemas.

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA