DJ faz Lady Gaga cantar em ritmo de Axé e lança álbum na internet

Conheça o mashup que deu origem ao 'Born to Axé'

por Correio Braziliense 25/01/2016 11:18

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

borntoaxe.tumblr.com/Reprodução
No disco, Gaga canta hits de Netinho, É o Tchan, Daniela Mercury, Olodum e Banda Eva (foto: borntoaxe.tumblr.com/Reprodução)
"Depois de lançar diversos álbuns pop, ganhar diversos prêmios, lançar um álbum de jazz e também ganhar prêmios, Lady Gaga decidiu fazer o que? Decidiu aproveitar o clima de carnaval e se jogar de cara nesse ritmo tipicamente brasileiro: o axé!". A apresentação acima consta no tumblr Born to Axé criado pelo DJ e produtor André Pinho, que decidiu misturar sucessos da cantora norte-americana com músicas de sucesso desse ritmo tão brasileiro. Assim nasceu o Born to Axé, que como não poderia deixar de ser, traz Gaga no corpo de Daniela Mercury.

"A ideia do Born to Axé começou no carnaval do ano passado, quando fui convidado para tocar em uma edição da Bootie Rio. Era a minha primeira vez, estava tentando produzir alguns bons mashups carnavalescos, quando apareceu a ideia de juntar Do What You Want, da Lady Gaga, com Prefixo de Verão, da Banda Mel", contou André. "O mashup deu muito certo, funcionou na pista, funcionou bem na internet e, então, fiquei pensando um jeito de expandir. Quando amadureci a ideia, vi que o carnaval já estava se aproximando e que a Gaga está recebendo toda essa atenção em prêmios. Assim, decidi colocar a mão na massa e lançar o álbum", explica.

O trabalho para juntar as músicas não é fácil. Segundo André, às vezes, ele leva alguns minutos, mas pode também demorar mais de um dia. "O que considero a parte mais complicada no processo de criação dos mashups, hoje, é conseguir material de qualidade, vindo de estúdio e liberado pelos próprios artistas. São poucos os que disponibilizam. E quando o assunto é produto nacional a situação só piora. Tive muita dificuldade em conseguir de axé, por exemplo. Assim, tenho que me virar na edição com o que há na internet".

André, que tem 27 anos, é arquiteto e não tem formação técnica na área musical, mas consegue dividir o tempo entre os trabalhos de mashup e os desenhos. Além do Born to Axé, ele mantém o site VideoMash, que começou em 2014, e traz os mais diversos mashups em áudio e vídeo. "As pessoas se divertem bastante e mandam alguns comentários positivos, mas, vez ou outra, aparece alguma fanbase que não entende a brincadeira e acaba achando ruim. sou muito fã desse tipo de troca de experiência", conta.

Para conferir mais trabalhos de André, basta acessar o Born to Axé ou o Mahsup. "Gosto muito de fazer essas combinações engraçadinhas e improváveis, combinar letras, juntar divas pop com gêneros com artistas nacionais e trazer um resultado final bem diferente", afirma.

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA