Do forró ao funk, blocos de carnaval prometem folia animada em BH

Os estilos são vários: forró, xote, hits de Beyoncé, funk de Anitta, tecnobrega e jazz animam a festa na capital

por Shirley Pacelli 15/01/2016 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Túlio Santos/EM/D.A Press
Pisa na Fulô, com sua folia forrozeira, ocupou praça no Bairro Carlos Prates (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Chora a sanfona, bate o triângulo e os casais riscam o chão no compasso da zabumba. Não é festa de São João, mas o carnaval de rua de Belo Horizonte convida o folião para um xote. Criado em 2015, o bloco Pisa na Fulô – de forró – é uma das iniciativas na cidade que fogem das tradicionais marchinhas. No ano passado, o bloco se concentrou na praça entre as ruas Peçanha e Patrocínio, no Bairro Carlos Prates, na Região Noroeste. Este ano, vai ter cortejo na terça-feira gorda, avisa o multi-instrumentista Di Souza, idealizador e maestro do Pisa na Fulô.


Também regente do bloco Então, Brilha!, Di Souza conta que tudo começou com a oficina de percussão ministrada por ele no Coletivo Casa Azul. No fim de 2014, o gênero estudado foi o forró e as discussões para o carnaval já estavam em pauta. Daí para criar a inusitada folia forrozeira foi um pulo.

Sem nome e abandonada, a praça ficava a poucas quadras da Casa Azul. O grupo resolveu batizar o espaço com o nome do bloco – referência a baião de João do Vale, imortalizado na década de 1960 na voz de Marinês, a rainha do xaxado. Os integrantes entraram em contato com o Google e, atualmente, quando o internauta busca no Maps o nome Pisa na Fulô, é direcionado para a praça no Carlos Prates.

“O Pisa surgiu da proposta de ressignificar aquela praça, que nem nome tinha. Começamos a ocupá-la com ensaios. A comunidade recebeu bem a iniciativa”, explica Di Souza. Em julho de 2015, foi realizado um arraial que contou com a participação dos moradores, que tanto aproveitaram a festa quanto ganharam um dinheirinho com as barracas. Aniversários começaram a ser realizados no local e um grupo de maracatu passou a se apresentar lá.

Neste mês de janeiro, os ensaios estão previstos para domingo, a partir das 15h. Em campanha on-line, o grupo convocou sanfoneiros para a folia. Lá também se ouvem triângulo, agogô de coco e zabumba. O repertório de 2016 reúne Xique-xique, de Tom Zé, Lembrança de um beijo e Espumas ao vento, de Accioly Neto, Segura o chororô, de Flávio José, De documento na mão, de Mestre Zinho, e Lamento sertanejo, de Dominguinhos. “Queremos sair da onda ‘Falamansa’, que teve muito no ano passado. Vamos investir no forró de raiz”, informa Di Souza.

Quem não quiser tocar pode “forrozear”. Oficinas com o professor Zé Lelé, do Estúdio Boêmio de Dança, serão realizadas gratuitamente antes dos ensaios.


Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Inspirado em canção de Beyoncé,o bloco Garotas Solteiras comanda a folia embaixo do Viaduto Santa Tereza (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
SINGLE LADIES

Já imaginou ouvir os hits de Beyoncé, Valesca Popozuda e Lady Gaga acompanhados de bateria? Ao lado dos amigos Marcio Gabrich e Cássia Aveliz , o arquiteto Luiz Felipe César de Brito, de 26 anos, criou um bloco com essa proposta. Garotas Solteiras é o mais novo grupo de foliões de BH. O nome vem do hit Single ladies, de Beyoncé, a diva pop eleita a musa de 2016. “Essas canções são tocadas nas festas e representam a população LGBT. O Garotas tem a pegada forte de se opor ao machismo, à questão da transfobia”, explica Brito.

Daniela Ponce de Leon e Jhonatan Melo, músicos de outros blocos, como o Pula-Catraca, são os regentes responsáveis por adaptar a trilha para o carnaval. “É completamente inusitado. A música pop varia muito, do funk ao axé e ijexá”, conta Daniela. Já estão no repertório canções da drag queen Pabllo Vittar, o tecnobrega Hoje eu tô solteira, da banda Os Brothers, além de funks das brasileiras Anitta e Ludmilla.



O grupo mantém ala de dança e os foliões já ensaiam coreografias como a de Bang, hit de Anitta. Crystal Lopes, ícone trans de BH, foi convidada para ser rainha de bateria. O bloco pretende sair no início de noite da segunda-feira de carnaval, mesmo dia do Corte Devassa, no Centro. Os próximos ensaios estão marcados para hoje e os dias 22 e 29, às 18h30, sob o Viaduto Santa Tereza, no Centro.


TODO AQUELE JAZZ...

Tubas, trombones, trompetes e saxofones ditam o ritmo de jazz. Assim será a terça-feira gorda no Bairro Santo André, na Região Noroeste de BH. Em 2014, o bloco Magnólia foi criado por um grupo de amigos que se inspirou no Mardi Grass, carnaval típico de Nova Orleans (EUA).

“Há aquele carnaval dos carros alegóricos, em que os homens dão colares para as mulheres em troca de beijo ou peça de roupa. A gente aborda a festa mais regional, da parte afro de Nova Orleans”, explica Leonardo Brasilino, regente, arranjador e coordenador musical do Magnólia.
Túlio Santos/EM/D.A Press
Turma do Magnólia vai "sambar" ao som do jazz de Nova Orleans (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
O nome faz homenagem a uma banda norte-americana de jazz tradicional, referindo-se também à rua do bairro por onde passa o cortejo. O repertório traz releituras de músicas dos grupos Hypnotic Brass Ensemble e Treme Brass Band. Este ano, dançarinas vão se juntar aos 11 profissionais que tocam sopros e percussão.
 
Em 23 de janeiro, o bloco participa do Mardi Grass, baile ao ar livre no Parque das Mangabeiras. O evento contará ainda com Monobloco e Gustavo Maguá. Oficinas de percussão e palestras sobre jazz serão realizadas em janeiro, por R$ 30 cada, na Rua Pouso Alto, 175, no Bairro Serra. Informações de datas e horários serão divulgadas em breve no Facebook (https://goo.gl/YqEgUh).


ROTEIRO DE ENSAIOS


BAIANAS OZADAS
Neste sábado, às 10h. Largo da Saideira. Av. Cristiano Machado, 3.450, União. Contribuição: R$ 10. Informações no Facebook: https://goo.gl/HaQIof.

ENTÃO, BRILHA!
Dia 21, às 19h. Largo da Saideira, Av. Cristiano Machado, 3.450, União. Informações no Facebook: facebook.com/entaobrilha/.

GAROTAS SOLTEIRAS
Ensaio aberto. Nesta sexta-feira, às 18h30, sob o Viaduto Santa Tereza, no Centro. Informações no Facebook: https://goo.gl/ZuY2T1.

MAMÁ NA VACA
Dia 18, às 19h. Quadra da Escola Acadêmicos da Vila Estrela. Rua Santo Antônio do Monte, 735, Bairro Santo Antônio. Informações no Facebook: https://goo.gl/N33j4G.

ME BEIJA QUE EU SOU PAGODEIRO
Ensaio no dia 19, às 19h. Lava Jato Pit Stop Siqueira. Rua Herculano de Freitas, 1.438, Gutierrez. Ingressos: R$ 10. Informações no Facebook: https://goo.gl/OkYGd7 .


PISA NA FULÔ
Ensaio aberto. Domingo, às 15h. Na praça entre as ruas Patrocínio e Peçanha, Bairro Carlos Prates. Informações no Facebook: https://goo.gl/Iyq6JN.

 

PULA-CATRACA
Dia 20, às 18h. Em frente ao Bar Brasil 41. Avenida Brasil, 41, Santa Efigênia. Informações no Facebook: https://goo.gl/dSDQHW.

 

TCHANZINHO ZONA NORTE
Ensaio aberto. Neste sábado, às 14h. Parque Dona Clara. Rua Orozimbo Nonato, 674, Dona Clara. Informações no Facebook: https://goo.gl/wpucxE.

 

UNIDOS DO SAMBA DO QUEIXINHO
Sábado, às 15h; segunda e quarta-feira, às 19h. Largo da Saideira. Av. Cristiano Machado, 3.450, Bairro União. Levar instrumento. É cobrada uma contribuição. Informações no Facebook: https://goo.gl/89x0U2.

 

FESTAS


NOSSO CARNAVAL NÃO TEM FIM
Nesta sexta-feira, a partir das 22h. Com DJ PG (SP), Alta Fidelidade, DJ Jaka e DJ Kin. Spasso Escola de Circo. Av. Francisco Sá, 16, Prado. Ingressos: R$ 25. Informações no Facebook: https://goo.gl/1RJ3UC. (31) 3275-1205.

PRÉ-CARNAVAL DO LOVE
Neste sábado, a partir das 22h. Com Afroreggae e Bloconejo. Granfinos. Av. Brasil, 326, Santa Efigênia, (31) 3241-1482. Ingressos: R$ 30. Informações no Facebook: https://goo.gl/XgIBdo.

ESQUENTA DO BELÔ
Neste sábado, às 14h. Com Bloco Pra Iaiá, Bloco Me Beija Que Eu Sou Pagodeiro, Serjão Loroza, Banda Classic e DJs Deivid e Major. Mirante do Porcão. Av. Raja Gabaglia, 2.985, São Bento, (31) 3293-8787. Ingressos: R$ 60 (feminino) e R$ 80 (masculino). Informações: sympla.com.br/EsquentadoBelo2016.
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA