Marchinha de carnaval defende Chico Buarque após discussão sobre o PT no Leblon

'Cálice filhinho de papai', entoa a composição "Não enche o saco do Chico"

por Correio Braziliense 05/01/2016 10:48

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
João Weiner/Divulgação
Em dezembro, cantor e compositor carioca foi abordado por jovens em frente a um bar (foto: João Weiner/Divulgação)
Se depender dos músicos mineiros Vitor Velloso e Marcos Frederico, a defesa do cantor Chico Buarque durante o carnaval já deve estar garantida. Os compositores publicaram no Facebook, nesta segunda-feira (4), a marchinha Não enche o saco do Chico, em apoio ao cantor. "Afinal de contas, a parte mais chata desse fla-flu político é mesmo a encheção de saco", escreveu Vitor na rede social.

"Se encontrar o Chico na rua e não tiver nada pra dizer, talvez seja melhor ficar na sua ou achar outro saco pra encher. Você pode ter a sua opinião e pode discordar do Chico, mas, se for pra tirar satisfação, é melhor você fechar o bico", diz a letra da música, que faz referência à discussão do cantor com jovens contrários ao PT na madrugada do último dia 22, na zona sul do Rio de Janeiro.

"Não pode, não pode playboy patriota de araque. Não pode, não pode encher o saco do Chico Buarque", completa o refrão, ilustrado por trechos do vídeo do episódio que se viralizou nas redes sociais. "Cálice filhinho de papai. Vai trabalhar, vagabundo", finaliza a marchinha.

Não enche o saco do Chico

Saindo do forno! Parceria minha com Marcos Frederico pra abrir a temporada de marchinhas de 2016: "Não enche o saco do Chico". Afinal de contas, a parte mais chata desse fla flu político é mesmo a encheção de saco! Curte aí e passa pra frente!

Posted by Vitor Velloso on Segunda, 4 de janeiro de 2016

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA