Com 'Star wars' e John Williams, música clássica ganha novos públicos

Compositor de todas as trilhas da saga também responde por canções premiadas de 'Harry Potter', 'ET' e 'Parque dos dinossauros'

por AFP 15/12/2015 19:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Em uma época em que a música clássica não faz parte das listas de sucessos mais reproduzidos, a série Star wars traz uma popularidade única ao gênero, pois as melodias de seus temas principais são conhecidas quase universalmente. Até mesmo quem nunca assistiu à saga é capaz de sentir o mal se aproximando ao escutar o tema de Darth Vader ou uma sensação de aventura ao ouvir a abertura.

Reprodução de internet
John Williams (ao centro) conseguiu reunir universo clássico e Hollywood com composições únicas (foto: Reprodução de internet)
Mais de três quartos dos americanos viram algum dos seis filmes e milhões de fãs esperam ansiosos a estreia em cinemas de todo o mundo, na quarta-feira, do último episódio da saga, O Despertar da Força, com música de seu fiel compositor, John Williams, que é provavelmente o compositor mais célebre de Hollywood.

 

Confira trecho do trabalho de Williams em O despertar da força:

 

O americano de 83 anos também compôs a música dos filmes E.T. - O extraterrestre, Parque dos dinossauros, Indiana Jones e Harry Potter e conta com o maior número de nominações aos prêmios Oscar na história, depois do Walt Disney.

"Cada vez que toco a música de John Williams, seja com a orquestra ou em algum lugar do mundo, é sempre um grande sucesso", afirma Michael Krahewski, diretor de orquestra em Atlanta (sudeste dos Estados Unidos), que dirige uma série de concertos antes da estreia nos Estados Unidos, no dia 18 de dezembro, do sétimo episódio de Star Wars.

"Quando realizo um destes concertos, tenho vontade de me voltar para o público e dizer: 'se gostam desta música, deveriam vir a mais concertos clássicos desta orquestra, porque são muito parecidos com a música que estão escutando", relata Krahewski.

A intriga na melodia
Recentemente, um vídeo com uma música de John Williams tornou-se viral: um bebê deitado em seu berço canta a melodia da Marcha imperial de Darth Vader.

 

 

O sucesso destes temas é entendido em parte pelo fato de que a música clássica, na época da estreia do primeiro filme em 1977, havia se tornado muito abstrata, afirma Rossen Milanov, da orquestra sinfônica de Columbus.

Na gravação original de Star wars, "é possível ouvir o romantismo fantástico dos instrumentos de corda, o engenho das partituras dos instrumentos de sopro e, de maneira geral, esse tipo de neo-romantismo que faltava nessa época nos círculos mais sérios de música clássica", explica este artista que também dirige concertos com a música de John Williams.

Os temas de Star wars, que às vezes se assemelham à música de Richard Wagner, também assumem um papel importante na narração da obra. George Lucas, o criador da saga, explicou que havia pedido a Williams que compusesse a música como se se tratasse de cinema mudo, em que a melodia substitui o diálogo.

'Um encontro imediato'

Ainda não se sabe muito bem o que o compositor preparou para O despertar da força. Em um vídeo promocional, é dado a entender que algumas referências às músicas dos primeiros filmes foram incluídas.

John Williams, que também compôs fora do mundo cinematográfico - vários hinos para os jogos olímpicos, por exemplo - ganhou respeito do universo da música clássica, apesar de puristas que não apreciam a entrada de Hollywood em salas de concertos clássicos.

Williams demonstrou que a expressão artística moderna não tem razão de ser "muito nobre ou difícil de compreender", avaliou Rossen Milanov, mas que, ao contrário, pode ter "um encanto emocional imediato". "Para muitas pessoas, (sua música) é o mais próximo da música clássica que vão escutar", destaca Milanov.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA