Grupo Eagles of Death Metal volta ao Bataclan para homenagear vítimas dos atentados de Paris

Integrantes da banda pararam em frente ao cenário do atentado jihadista que matou cerca de 90 pessoas, quase um mês após ataques

por AFP 08/12/2015 13:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Miguel Medina / AFP PHOTO
Integrantes da Eagles of Death Metal voltaram ao Bataclan quase um mês após atentados de Paris (foto: Miguel Medina / AFP PHOTO)

O grupo de rock californiano Eagles of Death Metal voltou nesta terça-feira à sala de espetáculos Le Bataclan, quase um mês após um comando jihadista invadir o local e matar cerca de 90 pessoas entre o público que foi assistir ao show. Os membros da banda, muito comovidos, pararam diante da entrada do local coberto por uma lona para observar a inúmeras mensagens em homenagem às vítimas deixadas por populares.


Os integrantes da banda permaneceram 15 minutos olhando as fotos das vítimas e lendo as mensagens, sob uma chuva fina. O cantor Jesse Hughes depositou uma flor e os membros do grupo se abraçaram. Eles foram embora sob os aplausos dos presentes.

Na noite de segunda-feira, o grupo voltou a atuar na capital francesa, convidado pela banda irlandesa U2. O Eagles of Death Metal, cuja presença não havia sido confirmada, subiu ao palco no final do show, convidados por Bono Vox, líder do U2. "Vocês estão bem?", perguntou à plateia Hughes, impecavelmente vestido de branco, antes de começar a cantar a música "People Have The Power" (O povo tem o poder, em inglês). "Obrigado ao U2 por nos dar esta oportunidade", afirmou o cantor, que depois disse: "Te amamos, Paris!".

Bono, líder do U2, se dirigiu várias vezes ao público em francês. "Todos somos parisienses esta noite (...) liberdade, igualdade e fraternidade". "Se você acredita em liberdade, Paris é a sua casa". Desde a semana passada, vários veículos indicavam que a banda U2 poderia convidar ao palco os músicos norte-americanos. "É muito legal que eles tenham voltado tão rápido. É um recado para os terroristas", comentou Marie-Jeanne Miens, que saiu do norte da França para assistir ao show.

A apresentação foi organizada sob um forte esquema de segurança, e a casa de shows passou por uma verificação rigorosa. No show de 13 de novembro, a banda Eagles of Death Metal perdeu seu responsável comercial e três membros de sua gravadora.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA